Pesquisar notícia
domingo,
26 set 2021
PUB
Música

Nuno Barroso & Dora Maria cantam juntos poema de Fernando Pessoa | Veja aqui o vídeo!

11/09/2021 às 12:01
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter
"A Ceifeira" é um poema escrito por Fernando Pessoa e musicado pelo cantor-autor Nuno Barroso.

"Uma voz canta de alegre e anónima viuvez, uma lindíssima ceifeira com a qual me apaixonei na voz do enorme João Villaret.

O poema é de um dos maiores de sempre da poesia portuguesa, o nosso muito amado Fernando Pessoa.
Foi um enorme prazer, recuperar e ousar musicar este poema da obra do cancioneiro de Fernando Pessoa.

Recriando num espírito alegre a voz de ceifeira,  convidei a amiga cantora Dora Maria para este belo dueto em que nos acompanham “Os Almonda” no ritmo, alegria e percussão tradicional com os seus adufes, bombos, acordéons e instrumentos tradicionais portugueses.

A sonoridade apela ao mais puro sentimento do campo, um ambiente rústico com bastante alegria num poema encantador."
Nuno Barroso
 
Nuno Barroso

É um canta-autor e ainda o "homem dos muitos instrumentos”, sendo o piano o seu instrumento preferido para compor.
Melodias fortes com mensagens poéticas enquadradas num estilo muito próprio e pessoal, assim se descreve a vida de um cantor que desde 1998 tem editado discos regularmente.
Estudou em Inglaterra na prestigiada London School of Music estudando composição (Film Music).
Fundador da Banda dos AlémMar com quem gravou os sucessos “Deixa-me Olhar”, “Já não há mais baladas” e “Cidade” entre outros, considera-se um artista versátil tanto na composição como cantor, abrangendo vários estilos musicais desde o Jazz, Rock, Músicas Tradicionais ao Fado.


Dora Maria 

Dora Maria, nasceu por mero acaso em Lisboa, já que as suas origens são alentejanas, de Nisa. Veio, no entanto, aos sete meses de idade para a cidade Abrantes. Daí haver uma miscelânea na sua forma de ser e de estar um toque das planícies alentejanas com laivos das planícies ribatejanas.
O seu primeiro trabalho discográfico com o nome “Mar de Tanto Amar” foi apresentado em 2010 e em 2015 lançou o 2º trabalho “ Encontros” que contou com a produção de José Cid e Custódio Castelo.
 
 
 Mais que um rio que ziguezagueia através de um concelho e que nasce na terra que lhe dá o nome, ALMONDA é o projecto colectivo de vários músicos ribatejanos, encabeçado por Nuno Barroso, Nuno Vasco e Pedro Dionísio, com o apoio do jornal Almonda e do município torrejano. 
Almonda de Saudade' foi a canção de estreia deste super-grupo. Uma composição com laivos tradicionais, blues, rock, e uma linha melódica suficientemente catchy para ser do universo pop.
 
 
A Ceifeira
Poema: Fernando Pessoa
Música: Nuno Barroso
 
Intérpretes:
Nuno Barroso - Dora Maria
 
Os Almonda:
Luís Santos
David Gonzaga
Ricardo Nogueira
Ricardo Monteiro
Miguel Carreira
Rui Figueiredo
 
Coros:
Raquel Ângelo
João Miguel
 
Violino:
Nuno Flores
 
Flauta:
Nuno Barroso
 
Ukulele & Teclados:
Nuno Junqueira
 
Guitarra Acústica:
Nuno Barroso
 
Acordeão:
Nuno Junqueira
 
Arranjos e Produção:
Nuno Junqueira & Nuno Barroso
 
Captação, edição, mistura e masterização:
Nuno Junqueira
 
Gravado nos Estúdios N'Audio Produções - 2021
 
Participação:
Luís Rosa
Esmeralda Carapau
José Paulo Alfaro
Silvia Alfaro
Bruno Alves
Sofia Alves
 
Crianças:
Rodrigo Alves
Francisca Alves
Madalena Jorge
Leonor Duarte
 
Imagem:
Daniel Guiomar
 
Fotografia:
Eunice Lopes
 
Edição:
António Figueiredo