Júlio Resende apresenta o seu mais recente disco "Cinderella Cyborg" na Cidade das Artes do Rio de Janeiro a 6 de Junho.

Música 2019-06-03

O pianista português é o músico convidado pelo Turismo de Portugal para o concerto de encerramento do primeiro dia do Portugal 360, que decorre de 6 a 9 de Junho na Cidade das Artes do Rio de Janeiro.
É o segundo ano que o Rio de Janeiro recebe aquele que é um dos maiores eventos de promoção de cultura e tradições portuguesas. Durante quatro dias, quem visitar a Barra da Tijuca, vai viver uma experiência completa do país eleito melhor destino do mundo pelo World Travel Awards, pelo segundo ano consecutivo. Os concertos de Júlio ResendeAntónio Zambujo (8 Junho) e Carminho (9 Junho) e o Festival Iminente (7 e 8 Junho) com curadoria de Vhils, serão os pontos altos do Portugal 360.
 
É a primeira vez que Júlio Resende se apresenta em concerto no Brasil, país com quem tem grande afinidade musical e artística: recorde-se a parceria comMoreno Veloso em 2015 ou a actuação na final do Eurovision Song Contest 2018 em Lisboa ao lado de Caetano Veloso e Salvador Sobral.
Depois da aproximação ao Fado e à obra de Amália Rodrigues com dois discos de piano solo (Amália por Júlio Resende, Valentim de Carvalho, 2013 e Júlio Resende Fado & Further, Valentim de Carvalho 2015), o pianista lança-se na aventura de misturar os sons acústicos com os sons da eletrónica tão presentes no quotidiano.

Cinderella Cyborg (Sony Music, 2018) é uma aventura pelo lado cyborguiano da Música. Tenta estabelecer um diálogo possível entre o humano e o inumano, entre a carne e os chips, entre o acústico do piano e do contrabaixo e o electrónico do computador e dos Pads. Entre a sua liberdade enquanto pianista e a rigidez da linguagem dos computadores. Entre a extrema imperfeição do humano e a perfeição impossível da máquina. Também na música é difícil a reunião com a máquina: a máquina nunca vacila, a máquina não gosta de esperar, mas o humano é sempre flexível.  Júlio Resende gosta dessa dificuldade. De superar as dificuldades e fazer disso música. "Se não superarmos as dificuldades não encontramos paz. A paz está sempre na superação e não no conflito", afirma o pianista.
 Cinderella Cyborg é uma fantasia de união que demonstra que mesmo quando a vida nos parece madrasta, há uma história de amor que pode surgir em qualquer lugar. 
 

Seguindo ao lado de Salvador Sobral na digressão do novo disco do cantor,Júlio Resende tem consolidado também a sua carreira internacional e anunciará em breve novas datas fora de Portugal.