CLÁUDIA PASCOAL: “Quase Dança” escolhida melhor canção portuguesa de 2020 pelo certame aRi(t)mar Galiza e Portugal

2021-03-24
Cláudia Pascoal (DR)
Cláudia Pascoal (DR)

Os mais de cinco mil votos do público emitidos no certame aRi[t]mar Galiza e Portugal, promovido pela Escola Oficial de Idiomas de Santiago de Compostela, determinaram que os vencedores de 2020 são Cláudia Pascoal com “Quase Dança” por Portugal e Gaudi Galego, com “Cólico” pela Galiza. Os prémios serão entregues aos artistas na Gala aRi[t]mar 2021, naquela que será a sua sexta edição. Em anos anteriores, já venceram este prémio artistas como Capicua, Quinta do Bill, Salvador Sobral, Os Azeitonas e António Zambujo.

Cláudia Pascoal concorria este ano com nomes como Carlão, Bárbara Tinoco, Miguel Araújo ou Ana Bacalhau.

Para além das comunidades educativas e sociais da Escola Oficial de Idiomas de Santiago de Compostela, também participaram as da Faculdade de Filologia da USC, Instituto de Línguas e Ciências Humanas da Universidade do Minho (Braga), o Conservatorio Profesional de Música de Santiago, a Escola Oficial de Idiomas de Lugo, a Escola Oficial de Idiomas de Pontevedra, o Centro Cultural Português de Vigo-Instituto Camões e os estabelecimentos de Ensino Português pelo Camões na Galiza e os Centros de Estudos Galegos de mais de 35 universidades do exterior, bem como diferentes escolas secundárias de fora da Galiza em que se leciona galego.

aRi[t]mar galiza e portugal é um projeto didático-cultural desenvolvido inicialmente pela Escola Oficial de Idiomas de Santiago de Compostela, pertencente à Conselharia de Cultura, Educação e Universidade da Junta da Galiza, que visa a divulgação da música e da poesia galego-portuguesas atuais, aproximando a cultura e a língua dos dois países, no quadro do desenvolvimento da Lei Valentim Paz-Andrade para o aproveitamento do ensino do português e dos vínculos com a Lusofonia.

Esta iniciativa faz parte da Rede da GaliLusofonia,
 “com os objetivos de juntar esforços, coordenar-se e cooperar na difusão de iniciativas encaminhadas a fomentar a nossa língua e cultura comuns no seu espaço natural, a Lusofonia, com grande potencial noutros campos como o económico e o institucional”.