EPDRA abre as portas da Herdade da Murteira

Educação 2019-04-27

Com 29 anos de idade a Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes (EPDRA) vai ter seis dias de vida intensa com demonstrações, aulas abertas ao público, atividades lúdicas e desportivas e tudo com portas escancaradas para acolher a comunidade.

As comemorações iniciam-se no sábado, dia 4, com o “Dia Aberto”. “Vai ser um dia em que os alunos vão trazer as famílias à escola, para ver o que fazem”, explicou João Quinas, diretor da EPDRA revelando que há provas de hipismo, uma caminhada, uma feira do livro e uma feira de produtos endógenos. Depois no domingo o Corvus Trail, uma parceria com o Clube Orientação e Aventura (COA), com provas de 25 e 13 quilómetros promete levar algumas centenas de participantes a Mouriscas.

De acordo com o programa estabelecido pela direção da EPDRA entre os dias 6 a 8 de maio vão acontecer colóquios e workshop’s das mais variadas temáticas, de acordo com os cursos lecionados na escola. Um dia para cada curso, com atividades dedicadas. João Quinas sublinhou a necessidade de inscrição nas atividades para garantir a logística das mesmas. “Todas as atividades são abertas à comunidade, mediante inscrição, e gostaríamos de ter muitas presenças, até para poderem visitar a própria Herdade da Murteira”, vincou o diretor do estabelecimento. E avançou a diferença desta escola, em que o trabalho prático dos alunos é uma mais valia para as suas carreiras ou para a continuidade no ensino superior. Os cursos da EPDRA têm uma componente de ações práticas que têm levado os alunos a muitos eventos do país e até do estrangeiro.

Por forma a agilizar a logística desta semana aberta as inscrições para as diversas atividades ou a confirmação de presenças pode ser feito para um email criado, propositadamente, para este efeito: euvou@epdra.pt.

A EDPRA foi criada em 1989 como Escola Profissional de Agricultura de Abrantes (EPAA) e teve o condão de ser a primeira escola profissional agrícola de natureza pública em Portugal. Iniciou a sua atividade letiva em 1989/1990 com um único curso: Técnico de Gestão Agrícola. Aliás, foi a primeira turma deste curso, com 20 alunos, que “desbravou” a Herdade da Murteira, em Mouriscas, e a começou a moldar como a “área prática” de ensino.

Depois chegou o curso Técnico Florestal, em 1993/94 chegou outro curso pioneiro, Técnico de Gestão Equina, e mais recentemente os cursos de Técnico de Turismo Ambiental e Rural e Técnico de Gestão e Recuperação de Espaços Verdes.

No ano 2000 passou a integrar o ensino oficial do Ministério da Educação e assume-se com a designação de Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes.

Ao longo da sua vida, a EPDRA tem formado alunos de todo o território nacional, mas tem igualmente chegado lá fora com a formação de jovens do espaço da lusofonia: Guiné, S. Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Angola, Moçambique e Timor. França, Alemanha, Itália, Finlândia, Hungria, Roménia e Bulgária também têm alguns jovens que passaram a sua formação em Mouriscas.