Conselho Náutico avança com Estação Náutica de Castelo do Bode

Desporto 2019-06-04

Mais de 40 parceiros da Estação Náutica de Castelo do Bode (ENCB) reuniram no dia 28 de maio, na Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, em Tomar.

A sessão, bastante participada, fez um olhar sobre o ponto de situação do processo de certificação da ENCB, dedicou-se à recolha de contributos para o Plano de Ação a três anos, apresentou as ações de comunicação e divulgação da ENCB e, por último, ainda contou com uma sessão de esclarecimentos sobre a utilização dos Recursos Hídricos, com a presença da Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

Miguel Pombeiro, secretário executivo da CIM do Médio Tejo, começou por fazer um ponto de situação da ENCB, dando conta que a candidatura da certificação da ENCB foi aprovada com três recomendações específicas: a Informação sobre os Parceiros e Serviços; Acessibilidade e Organização de Produtos Turísticos.

Assim, nesta fase, o secretário executivo referiu que será importante os parceiros disponibilizarem informação mais completa e detalhada sobre os serviços prestados, assegurarem condições de acessibilidade para todo o tipo de públicos e desenvolverem uma oferta de produtos turísticos compostos juntamente com a oferta náutica.

Na reunião, os parceiros foram desafiados a construir entre si produtos turísticos integrados que associem a oferta náutica e a oferta complementar, incluindo a agenda de eventos do território e permitindo ao turista uma experiência diversificada e agregada.

Ainda durante a sessão, foram dados a conhecer os contributos que irão fazer parte do Plano de Ação a três anos da ENCB, bem como ficou presente a mensagem que a construção do Plano de Ação é agora um trabalho prioritário.

Para a elaboração do referido Plano, os três Grupos de Ação Local, ADIRN, Pinhal Maior e TAGUS, irão organizar os parceiros em grupos para que os mesmos iniciem uma estratégia concertada.

Na ocasião, foram também dados a conhecer os suportes de comunicação e divulgação do destino – Castelo de Bode, que já começou a ter eco nos órgãos de comunicação nacionais e regionais e que vai continuar a ser uma aposta da CIM do Médio Tejo neste verão 2019.

Para além dos suportes publicitários e informativos sobre Castelo do Bode, a CIM do Médio Tejo vai ainda criar uma brochura informativa que será um suporte na divulgação da ENCB e de todas as experiências que se podem ter em torno da Albufeira.

O Conselho Náutico ficou ainda marcado pela sessão de esclarecimentos sobre a utilização dos recursos hídricos. Convidado pela CIM do Médio Tejo, Carlos Castro, da APA, fez uma contextualização sobre as características da Albufeira de Castelo do Bode e deu a conhecer as interdições e as permissões previstas na Albufeira, bem como todos os licenciamentos obrigatórios.

Os parceiros aproveitaram o momento para esclarecer dúvidas sobre os processos de licenciamento, deixando presente a mensagem que muitos dos processos são extremamente morosos e burocráticos e que seria importante encontrar formas de articulação mais expeditas para esclarecimento de dúvidas e apoio à instrução dos processos de licenciamento por parte dos parceiros da ENCB.

Esclarecidas as questões, a reunião terminou com o objetivo futuro de se dar continuidade ao trabalho de projeção da ENCB enquanto rede de oferta turística náutica de qualidade.