Pesquisar notícia
domingo,
16 mai 2021
Desporto

Associação Rotas de Mação reforça aposta no Geocaching

30/03/2021 às 18:10
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Em julho de 2018 um evento de geocaching reuniu em Ortiga várias dezenas de geocahers. Foi na sequência desse encontro, organizado por Leonel Mourato, que nasceu a Associação Rotas de Mação (ARM), projeto de valorização deste território do interior. Menos de três anos depois, a equipa da ARM mantém a aposta nesta atividade reforçando o número de caches no concelho, que neste momento já ultrapassou as três centenas.

A par da criação de mais de uma dezena de trilhos pedestres, com 5 deles já homologados e outros tantos em fase de mapeamento, a ARM investe na divulgação do concelho através do geocaching, um jogo ao ar livre que funciona como uma espécie de “caça ao tesouro” através de coordenadas GPS. O objetivo é criar um Power Trail (caminho com várias caches do mesmo grupo que leva o geocacher a uma caminhada guiada), além da colocação de caches em locais estratégicos de norte a sul do concelho.

Aproveitando a experiência de vários elementos da equipa (que são praticantes desta atividade), a ARM tem contribuído ativamente para aumentar o número de caches no concelho e assim potenciar o número de visitantes. Muitas destas caches foram colocadas em lugares emblemáticos dos percursos pedestres já homologados, mas muitas outras estão escondidas em locais selvagens, algumas debaixo de água ou mesmo de terra, em sítios de beleza incontestável ou com importância histórica.

Tendo por objetivo dar a conhecer novos locais ou, caso já os conheça, descobrir pequenos tesouros escondidos em objetos do dia-a-dia, esta caça ao tesouro dos tempos modernos tem contribuído para promover o concelho e posicionar Mação como destino turístico.

Uma cache é um recipiente escondido em qualquer local do mundo e que pode, ou não, possibilitar a troca de objetos entre os praticantes da atividade. Como jogo que incentiva à descoberta de novos locais, o geocaching tem-se afirmado nos últimos anos na indústria do turismo de aventura, uma das mais dinâmicas e atrativas do setor.

Ao proporcionar experiências únicas e originais, o geocaching mantém-se assim como uma das áreas de eleição da ARM, que vê nesta atividade mais uma oportunidade para promover o destino Mação. Neste momento, são 18 os geocachers a trabalhar no terreno com a equipa das Rotas de Mação.

Para ‘jogar’ basta ter um aparelho GPS de mão ou utilizar um smartphone e ter atenção às poucas, mas importantes, regras do jogo. Em Mação, por exemplo, já há 317 caches para abrir… e lugares magníficos para descobrir.