Abrantes: Município renova protocolo com "Os Patos" que tem a atleta Francisca Laia de volta (C/ÁUDIO)

2021-03-25
Créditos: DR
Créditos: DR

O executivo da Câmara Municipal de Abrantes aprovou, por unanimidade o texto do protocolo a celebrar entre o Município de Abrantes, a Federação Portuguesa de Canoagem e o Clube Desportivo “Os Patos”. Este protocolo acaba por ser a renovação do que tinha sido firmado o ano passado entre estas três entidades e que permitiu o regresso do clube de Rossio ao Sul do Tejo.
De acordo com a informação revelada na reunião “com o objetivo de relançar e consolidar a modalidade da Canoagem, a partir do plano de água no rio Tejo e colocar o clube do Rossio ao Sul do Tejo nos melhores patamares desportivos, nacionais e internacionais”.

Este protocolo aponta ao desenvolvimento da modalidade, mas também a dar mais respostas de apoio para que a atleta Francisca Laia se possa envolver também com o clube na dinamização da canoagem, nos meses que antecedem os Jogos Olímpicos e os Campeonatos do Mundo.

De acordo com o estabelecido no protocolo, a Federação de Canoagem disponibiliza recursos humanos para a formação técnica da modalidade e promove a modalidade junto dos Agrupamentos e Escolas.

O Clube Desportivo “Os Patos” assume o compromisso de fomentar e dinamizar a prática da Canoagem, através da Escola de Canoagem e é responsável pela aquisição de materiais e equipamentos para o desenvolvimento da modalidade.

O Município concede um envelope financeiro único de 13.500 euros.
Ainda de acordo com a informação do Município de Abrantes o Clube Desportivo “Os Patos” deu a conhecer o relatório de atividades do ano transato, já apoiadas pelo protocolo inicial. Este relatório indica que foi retomada a escola de canoagem contado com 20 atletas, sendo que desses há 11 que se encontram no quadro competitivo. Foi ainda assegurado o enquadramento técnico através da formação de treinadores de modalidade e registou-se um esforço no reequipamento do clube com material específico para a prática da canoagem.
Manuel Jorge Valamatos disse que “é uma honra para o Município de Abrantes e um orgulho para os abrantinos” o regresso da atleta Francisca Laia ao seu clube de origem, na véspera dos Jogos Olímpicos e dos campeonatos do mundo.

Manuel Jorge Valamatos, presidente da Câmara de Abrantes

Armindo Silveira, vereador eleito pelo Bloco de Esquerda, deixou o seu apoio a este protocolo porque, recordou, que propôs no ano passado que o Município pudesse ter aberto uma secção de canoagem. Disse o vereador que a maioria socialista optou por outro caminho, mas igualmente positivo porque voltou a criar condições para a prática e expansão da modalidade.

Armindo Silveira, apesar de votar favoravelmente o texto do protocolo, deixou o alerta para que haja igualdade na atribuição de apoios a clubes e atletas.

Armindo Silveira, vereador BE Câmara Abrantes

O presidente da Câmara, Manuel Jorge Valamatos, deixou claro que nenhum atleta que represente clubes de Abrantes em eventos internacionais fica sem apoio municipal.

Créditos: DR

Francisca Laia regressa ao Clube Desportivo “Os Patos”

Nesta mesma reunião o presidente da Câmara de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, informou que a canoísta olímpica Francisca Laia volta a ser atleta do Clube Desportivo “Os Patos”.

Manuel Jorge Valamatos destacou o regresso da atleta ao clube do concelho em ano de mundiais de canoagem e desejou que a atleta seja bem-sucedida no apuramento para estes dois importantes momentos desportivos.

A 28 de janeiro a atleta olímpica abrantina dava conta que o Sporting Clube de Portugal, clube que representava há cinco anos, rescindiu a ligação que havia entre ambos.

“É com uma enorme tristeza que vejo ser-me comunicado pelo Sporting Clube de Portugal o terminus da minha ligação com o Clube. Foram 5 anos de dedicação e empenho diário em prol do clube. Até que, num ano tão importante como o ano de Jogos Olímpicos - e a apenas 7 meses daquele que é o maior evento multi-deportivo do mundo - foi-nos comunicado que não havia verba para dar continuidade à modalidade de canoagem no Clube.

Sempre entendemos estar salvaguardados pela excepcionalidade das circunstâncias, como tantos outros atletas que viram o seu ano desportivo condicionado pela pandemia! As competições foram efectivamente adiadas, mas foi-nos transmitida a cessação do contrato.

Dei tudo para honrar a enorme instituição que é o Sporting CP e representá-lo todos os dias, com a máxima dedicação. Pelo clube conquistei 23 medalhas, nacionais e internacionais e consegui a minha primeira participação olímpica, no Rio 2016.”