Abrantes: Canoagem de regresso ao rio Tejo

Desporto 2020-02-20
Foto: CM Abrantes
Foto: CM Abrantes

Está aprovado o texto do protocolo que vai ser celebrado entre o Município de Abrantes, a Federação Portuguesa de Canoagem e o Clube Desportivo “Os Patos” tendo em vista o relançamento da canoagem em Abrantes.

O texto foi aprovado na última sessão do executivo municipal depois do adiamento de 4 de fevereiro solicitado pelos partidos da oposição, nomeadamente o Bloco de Esquerda, com o argumento que não tiveram tempo suficiente para analisar o articulado.

Na última reunião de Câmara, de 18 de fevereiro, foi aprovada, por unanimidade, a minuta do protocolo que tem por objeto a cooperação financeira e logística entre as três entidades envolvidas. Os objetivos da parceria, segundo a autarquia, passam por “impulsionar a formação e competição da canoagem; fomentar a igualdade do género, promover a atividade física; aumentar o número de praticantes e complementar a oferta desportiva existente e fortalecer as parcerias entre clubes, federação, escolas e autarquia.”

Com este protocolo o Município de Abrantes assume a atribuição do apoio financeiro de 10 mil euros ao Clube Desportivo “Os Patos”, através de um contrato-programa. E o clube terá de fomentar e dinamizar a prática da canoagem, através da revitalização da “Escola de Canoagem”, para iniciação à modalidade e preparar o relançamento da competição.

Já a Federação compromete-se a disponibilizar recursos humanos para a formação técnica da modalidade e a capacitação dos agentes desportivos associados, em estreita articulação com o Clube Desportivo “Os Patos”.

Segundo o mesmo protocolo a Federação vai ainda assumir a promoção da canoagem junto dos Agrupamentos e Escolas de Abrantes e vai tentar incluir a realização de uma prova nacional anual em Abrantes.

Abrantes volta a ter as condições para retomar a prática depois de resolvidos os problemas com o açude insuflável que cria o plano de água no rio Tejo.

Recorde-se que esta modalidade contribuiu num passado recente para a formação de atletas de craveira, de entre os quais se destaca a canoísta olímpica Francisca Laia (hoje a representar o Sporting Clube de Portugal), mas também para a projeção do Concelho de Abrantes.

Na mesma reunião do executivo o vereador do Bloco de Esquerda Armindo Silveira levantou algumas questões sobre as barreiras de segurança do rio que ainda estão por colocar. Trata-se da estrutura de boias de sinalização a colocar antes do açude para evitar aproximações da queda de água.

O presidente Manuel Jorge Valamatos disse que o assunto estava a ser tratado embora não fizesse parte deste protocolo que vai ser assinado e revelou que os técnicos terão todas as condições para ensinar a modalidade com segurança. Adiantou ainda que raramente os canoístas passam da ponte rodoviária para jusante. Armindo Silveira insistiu na necessidade de colocação das boias de sinalização e o presidente afirmou ter registado a preocupação.