VN Barquinha: Igreja da Atalaia vai “finalmente” para obras

2020-11-13

Foi aprovada por unanimidade a abertura do procedimento para formação de Contrato para as obras de requalificação da Igreja da Atalaia, em Vila Nova da Barquinha.
Uma obra há muito esperada pela Câmara Municipal e como confirmou Fernando Freire,”esta obra estava prevista nos monumentos nacionais, mas houve um grande atraso por parte do parecer definitivo da Direção-Geral do Património Cultural”.
“Não foi um processo fácil”, admitiu o autarca, que explicou que a intervenção vai ser feita em Património classificado pois a Igreja da Atalaia é Património Nacional “e todos estes processos são complexos, nomeadamente na escolha dos materiais e nas intervenções que têm que ser feitas”.
“Uma das questões que está subjacente ao projeto é a renovação total da parte elétrica” o que implica “que se mexa em todo o monumento, quer nas sacristias, quer no altar-mor, quer nas laterais e até na iluminação exterior”.
A obra irá ter que ser acompanhada em termos arqueológicos, sendo que, reforçou o autarca, “a grande intervenção é a questão elétrica” mas uma outra grande intervenção, “até que mais tarde se faça o estudo geológico”, é a cintura da coluna do lado direito “que ameaça ruir”.
Também os arranjos exteriores estão contemplados neste projeto e, como revelou Fernando Freire, “tem a ver com substituição de pedras calcárias que foram partidas e que importa fazer os respetivos arranjos”.
A Igreja da Atalaia irá então ser alvo de uma “operação de charme”, que a irá deixar de cara lavada, com o intuito de “dotar o edifício de forma a que seja apto a receber eventos de vídeo mapping para efeitos turísticos”.
Segundo Fernando Freire, um dos dos objetivos desta “grande intervenção” é requerer a abertura do espaço ao público com a realização de eventos turísticos e de movimento de massas, que agora não são possíveis devido à pandemia mas que esperamos poder fazê-lo em breve”.
A obra representa um investimento de 248 mil euros, “em princípio, comparticipados a 85% por fundos comunitários”, numa obra que tem a duração prevista de cinco meses e que vai dar cara nova à Igreja da Atalaia, em Vila Nova da Barquinha.