Pesquisar notícia
segunda,
21 jun 2021
Cultura

Sardoal: “Viver ao Vivo, com Tempo no Centro” arranca em julho (C/ ÁUDIO)

7/06/2021 às 18:53
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A Candidatura “VIVER AO VIVO, com Tempo no Centro”, da qual o Município de Sardoal foi promotor, em parceria com as autarquias de Castanheira de Pêra e Celorico de Basto e com a Academia Internacional de Música Aquiles Delle Vigne, foi aprovada pelo Centro 2020 em janeiro deste ano, após ter sido submetida em agosto último.

Inicia este mês e resulta de uma parceria entre os municípios de Sardoal, de Celorico da Beira e de Castanheira de Pêra. É financiada por fundos europeus e garante uma programação cultural em rede entre os três municípios, contando com a direção artística da Academia Internacional de Música “Aquiles Delle Vigne”, também parceira do projeto. Entre junho de 2021 e junho de 2022 serão organizados 9 roteiros de fim de semana com cerca de 70 atividades gratuitas, que incluem atividades culturais multidisciplinares com um eixo central na música clássica e na perceção sensorial do mundo.

Esta segunda-feira, 7 de junho, os municípios juntaram-se para apresentarem, de viva voz, o projeto e também para darem a conhecer os seus territórios.

Apesar de a iniciativa se ter desenrolado maioritariamente através de videoconferência, no Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal, o presidente da Câmara, Miguel Borges, fez a apresentação do projeto e deu a conhecer um pouco do que se vai passar.

Miguel Borges, presidente da Câmara Municipal de Sardoal 

Carlos Ascensão, presidente da Câmara Municipal de Celorico da Beira, esteve presente através de videoconferência e fez uma pequena apresentação do seu concelho, nos contrafortes da Serra da Estrela, como apresentou.

Carlos Ascensão, presidente da Câmara Municipal de Celorico da Beira 

No Centro Cultural Gil Vicente esteve Alda Carvalho, a presidente da Câmara Municipal de Castanheira de Pêra. A autarca também apresentou o seu concelho, inserido na paisagem da Serra da Lousã, e destacou o trabalho desta candidatura conjunta.

Alda Carvalho, presidente da Câmara Municipal de Castanheira de Pêra 

Um dos projetos mais divertidos e mais desafiantes. Foi assim que Manuel Araújo, da Academia Internacional de Música Aquiles Delle Vigne, encarou este desafio que fez com que tivessem que conhecer bem estes territórios. E deu início a esta viagem, falando dos que está programado.

Manuel Araújo, Academia Internacional de Música Aquiles Delle Vigne 

A perceção que as comunidades têm da programação cultural e o grau de satisfação das comunidades que as recebem é algo que tem que ser valorizado. Quem o afirmou foi o presidente da Turismo Centro, Pedro Machado.

Pedro Machado, presidente da Turismo Centro Portugal 

Graça Fonseca, ministra da Cultura, fez questão de se juntar a esta apresentação e, não podendo estar online à hora do aconatecimento, deixou uma mensagem aos autarcas onde destacou a programação cultural em rede como prática essencial para promover a coesão territorial.

Graça Fonseca, ministra da Cultura 

O primeiro Roteiro arranca em Sardoal de 2 a 4 de julho e será antecedido de residências artísticas e do workshop À volta da terra – Jornadas de Desenho entre 16 e 20 de junho. Este primeiro roteiro do projeto privilegia o património natural e imaterial de Sardoal e será inspirado no percurso pedestre “Trilho do Pastor” e no “Roteiro Árvores Emblemáticas”.

Abrirá com um recital de piano dedicado aos pássaros, diante do Eucalipto Grosso, árvore classificada e exposição de desenho resultante das jornadas. Incluirá passeios pedestres acompanhados enriquecidos pelo grupo Segue-me à capela, saindo da Igreja da Misericórdia, do séc. XIV, relacionada com a fuga para o campo de D. Leonor em tempos de Peste, e com pórtico renascentista atribuído a João de Ruão. Serão ainda organizados workshops dedicados aos produtos locais. No Sobreiro de Dona Maria, outra árvore classificada, decorrerá um Sarau ao Luar, que promoverá o convívio participativo de gerações através de música e de contadores de histórias. O roteiro encerrará com um recital intimista no exterior da Igreja Matriz, também do séc. XIV, que se destaca pelas obras relevantes da escola de Mestre de Sardoal, no contexto da pintura manuelina.

Nos dias 10 e 11 de julho decorrerá o Roteiro II, na inspiradora aldeia histórica de Linhares da Beira, que integra o “Geopark Estrela” da Unesco e a “GR22”, grande rota das aldeias históricas. Os concertos e exposições decorrerão no Castelo de Linhares, na Necrópole de São Gens e na Igreja de Nossa Senhora da Assunção (séc. XII), com obras relevantes atribuídas a Grão Vasco. 

Entre os dias 30 de julho e 1 de agosto Viver ao Vivo, Com Tempo no Centro, leva-nos a Castanheira de Pera, num terceiro Roteiro que privilegiará o riquíssimo património natural da Serra da Lousã e o Percurso Pedestre “Nas fragas da Ribeira das Quelhas”. As atividades decorrerão, entre outros locais, na Praia das Rocas, no Passadiço da Ribeira das Quelhas, nas Árvores das Princesas e na escadaria da Igreja de Coentral. 

Os espetáculos decorrerão na quase totalidade ao ar livre e terão em conta o cumprimento das orientações da Direção-Geral da Saúde.

Este é mais um contributo das câmaras municipais de Sardoal, de Celorico da Beira e de Castanheira de Pera para o incentivo do turismo, a valorização do território e do seu património, a dinamização das atividades económicas e a retoma das atividades culturais, fortemente afetadas pelo longo período de confinamento devido à pandemia da COVID-19, promovendo o acesso à cultura a todos os cidadãos.

A programação pode ser consultada a partir de 8 de junho no site www.viveraovivo.pt, nas redes sociais, bem como nos sites das três autarquias.

Fotos: Paulo Sousa / Município de Sardoal

 

Galeria de Imagens