Museu Nacional Ferroviário e companhia Custom Circus apresentam projeto Loco’Motive

2020-09-21

O Museu Nacional Ferroviário e a companhia Custom Circus apresentam um projeto de continuidade que “procura levar a valorização da cultura e património ferroviários a cada vez mais públicos”.

Contando com o apoio da CP, da Infraestruturas de Portugal, da Câmara Municipal do Entroncamento, da Câmara Municipal de Oeiras, entre muitas outras instituições e empresas, o projeto Loco’Motive tem como foco a locomotiva a vapor CP 238. Esta peça da coleção do Museu Nacional Ferroviário será o centro de uma instalação artística que ficará disponível para fruição do público nos Nirvana Studios – O Centro Cultural Alternativo.

No âmbito da sua missão a FMNF tem vindo a estabelecer parcerias que permitam recuperar, valorizar e tornar acessível o espólio à sua guarda. Esta intervenção de cariz artístico e plástico “permitirá devolver a dignidade a esta histórica peça, cujo estado de avançada deterioração já não permitia o restauro museológico (ou seja, a restituição das suas características físicas de acordo com as práticas técnicas e científicas específicas na área da Museologia). Esta é uma abordagem pioneira em Portugal, que visa oferecer novas perspetivas multidisciplinares sobre o património ferroviário, sensibilizando os diferentes públicos para a necessidade da sua preservação e divulgação”.

Interligando a arqueologia industrial com o imaginário Steampunk, a obra Loco’motive integrará a galeria outdoor dos Nirvana Studios, uma vasta coleção que disponibiliza gratuitamente aos visitantes, 365 dias por ano, a visualização presencial ou digital de mais de noventa peças realizadas pela companhia, oriundas dos seus espetáculos, tournées, cenários, vídeos e exposições.

O Loco’Motive apresenta-se ainda enquadrado num projeto mais abrangente que interliga a ficção especulativa, performativa e literária dos Custom Circus e que permitirá prolongar a vida e memória da Locomotiva CP 238. Devidamente enquadrada nesta comunidade artística, protegida e exposta de forma panorâmica, este elemento central de revolução industrial será uma obra tridimensional que ajudará a transmitir o legado deste período histórico às futuras gerações. A peça estará acessível ao público com informação relativa ao seu percurso histórico, convidando todos para uma visita ao Museu Nacional Ferroviário.

Até à data, esta locomotiva já foi uma das protagonistas do segundo livro da série Custom Circus “Raus Human”, e do tema “Pagan Vice” da banda sonora original do espetáculo Absurdium. Brevemente, desempenhará o principal papel no registo televisivo Loco’motive, um documentário realizado pela produtora Action 300 que acompanhará todas as etapas do projeto, até ao culminar do evento inaugurativo que será programado em parceria com a Câmara Municipal de Oeiras.

Criada em 1996, os Custom Circus, companhia de teatro e cultura transdisciplinar, destaca-se pela realização de eventos alternativos e espetáculos multimédia tendo como base a estética Dieselpunk e Steampunk. Sete anos depois, estabelecem os Nirvana Studios, em Oeiras, local onde têm colaborado com inúmeros artistas de renome nacional e internacional, contando hoje em dia com um largo número de seguidores e um forte impacto mediático onde se apresentam, tendo sido parceiros das duas primeiras edições do Festival Vapor, no Museu Nacional Ferroviário.

Poderá acompanhar o projeto Loco’Motive através das redes sociais do Museu Nacional Ferroviário, Nirvana Studios e dos Custom Circus.

A missão de curadoria será assegurada por Silvana Bessone, diretora do Museu Nacional dos Coches e presidente do Conselho Consultivo da Fundação.

 

Fotos: Museu Nacional Ferroviário