Tramagal: Museu da MDF “abre” em dia de aniversário do Comendador - COM SOM

Cultura 2017-02-07

Em 2013, quando iniciou o seu segundo mandato como presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque anunciou a criação do Núcleo Museológico Industrial do Tramagal, equipamento que pretende perpetuar o legado da Metalúrgica Duarte Ferreira (MDF). Depois de gorada a primeira data anunciada para a abertura, 1 de maio de 2016, a autarca afirmou que a inauguração do espaço deveria ocorrer no segundo semestre do ano.

“Infelizmente as coisas nem sempre acontecem como gostaríamos”, afirmou a presidente e adiantou que “a minha expectativa é possamos abrir dia 10 ou 11 de fevereiro. Foi essa a indicação que dei aos Serviços porque não podemos ficar mais tempo a adiar esta situação, pese embora haja um conjunto de constrangimentos, mas não queremos que passe dessa altura”. E explicou porquê: “nessa altura celebramos uma data importante, que é o aniversário do Comendador” (10 de fevereiro de 1856).

No entanto, esta abertura “não vai ter todas as componentes que eram expectáveis para esse momento porque nós encomendámos um livro à Patrícia Fonseca” que, por motivos pessoais, “atrasou a entrega do trabalho que lhe foi encomendado e não o vamos poder apresentar”, explicou Maria do Céu Albuquerque.

Para a abertura, a presidente referiu que “as peças vão ser colocadas e depois, gradualmente, vão sendo recuperadas, restauradas e já estão catalogadas”.

O Museu da MDF é, como afirmou Maria do Céu Albuquerque, um “espaço que diz tanto à comunidade tramagalense mas que diz tanto ao país, porque estamos a falar de um legado histórico, patrimonial, que não deixa ninguém indiferente”.

O projeto de instalação do Museu resulta de uma parceria entre a Câmara de Abrantes, Junta de Freguesia de Tramagal e a empresa MDF, e irá contar com espaços expositivos e documentais daquela que foi uma das principais empresas metalúrgicas do país.

Patrícia Seixas