Pesquisar notícia
quarta,
12 mai 2021
Covid-19

Médio Tejo com mais 1 infetado não tinha tantas pessoas em confinamento desde 21 de fevereiro

19/04/2021 às 19:38
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O Médio Tejo apresenta esta segunda-feira mais um novo caso de infeção por SARS-CoV-2 registado pelos laboratórios no concelho de Abrantes. Com mais este caso positivo a região tem agora um total acumulado de 12 825 pessoas infetadas com o coronavírus desde que começou a pandemia.
De acordo com o relatório epidemiológico desta segunda-feira tanto o número de óbitos, 375, como o número de recuperados, 12 334, não tiveram alteração em relação ao dia de ontem.

Desta forma, o número de casos ativos na região é neste domingo de 116 distribuídos por Abrantes (45), Alcanena (4), Entroncamento (13), Mação (6), Ourém (8), Tomar (23), Torres Novas (13) e Vila Nova da Barquinha (4). Constância, Ferreira do Zêzere e Sardoal são os concelhos que continuam a não registar qualquer caso ativo.

 

Quando às vigilâncias ativas desta segunda-feira são 194 e é de notar que desde 21 de fevereiro que o Médio Tejo não tinha tantas pessoas em isolamento profilático. Na altura eram 213 pessoas que estavam em confinamento por contactos diretos com infetados.

De referir que, desde que começou a pandemia, a autoridade de saúde decretou o confinamento de quarentena a 7 138 pessoas tendo concedido alta a 6. Esta segunda-feira são 194 pessoas em vigilância ativa em Abrantes (77), Alcanena (4), Constância (3), Entroncamento (51), Ferreira do Zêzere (1), Mação (2), Ourém (15), Sardoal (1), Tomar (27) e Torres Novas (13). Neste momento apenas o concelho de Vila Nova da Barquinha não tem qualquer pessoa em confinamento.

Portugal contabilizou hoje uma morte relacionada com a covid-19, o número mais baixo desde agosto de 2020 e 220 novos casos de infeção com o coronavírus SARS-CoV-2, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde 30 de agosto de 2020 que Portugal não registava um valor tão baixo de mortes relacionadas com a Covid-19, não tendo sido registada qualquer morte em Portugal continental. A morte contabilizada ocorreu na Região Autónoma dos Açores.

Os dados de hoje revelam, contudo, um aumento no número de internamentos quer em enfermaria quer em unidade de cuidados intensivos.

Portugal tem hoje 454 doentes em enfermaria, mais 26 em relação a domingo, e 112 em cuidados intensivos, mais três.