Pesquisar notícia
quinta,
05 ago 2021
PUB
Covid-19

Covid-19: Médio Tejo com 28 infetados. Em Santa Margarida começaram os testes à população (C/ÁUDIO)

21/07/2021 às 16:48
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O Médio Tejo voltou a ter mais de duas dezenas de infetados com o SARS.CoV-2. De acordo com o relatório epidemiológico da Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo (USPMT) de hoje, a região passou a ter um total acumulado de 13 606 casos positivos desde que começou a pandemia, em março de 2020. Os 28 casos revelados hoje pelos laboratórios estão localizados em Abrantes (4); Alcanena (2); Constância (4); Entroncamento (1); Ferreira do Zêzere (1); Ourém (4); Tomar (4); Torres Novas (7); e Vila Nova da Barquinha (1).

O número de pessoas recuperadas é de 12 837, mantendo-se os óbitos em 379, pelo que o número de casos ativos é nesta quarta-feira de 390.
A USPMT indica que estes 390 casos ativos estão localizados em Abrantes (37), Alcanena (23), Constância (41), Entroncamento (36), Ferreira do Zêzere (10), Mação (13), Ourém (99), Sardoal (2), Tomar (68), Torres Novas (45) e Vila Nova da Barquinha (14).

No que diz respeito ao número de pessoas que estão em confinamento por terem contactado com infetados, há a registar menos 7 pessoas em isolamento em relação ao dia de ontem. No total, há na região 455 pessoas a quem foi decretada a quarentena pelo período de 14 dias e que devem ficar em isolamento em casa. Desde que começou a pandemia que a USPMT já decretou um total de 9 444 confinamentos e deu alta do isolamento a 8 980 pessoas.

As 455 pessoas em vigilância ativa, esta quarta-feira, estão confinadas em Abrantes (85), Alcanena (11), Constância (33), Entroncamento (38), Ferreira do Zêzere (4), Mação (6), Ourém (147), Sardoal (7), Tomar (25), Torres Novas (80) e Vila Nova da Barquinha (9).

Começaram esta manhã os testes na freguesia de Santa Margarida que tem, no concelho de Constância, 86% dos casos positivos deste concelho.

Face a este número preocupante tanto a Saúde Pública como a Câmara de Constância avançaram com um processo de testagem em massa a toda a população.

Esta quarta-feira os testes foram feitos em Santa Margarida, quinta-feira, dia 22, serão na Portela e na sexta feira em Malpique. Foram criadas duas linhas de drive (ciddãos não precisam de sair dos automóveis para os testes) e uma apeada para que todos os habitantes do concelho possam fazer os testes.

Maria dos Anjos Esperança, coordenadora da Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo, acompanhou na manhã desta quarta-feira o início do dispositivo que tem equipas do Centro Hospitalar do Médio Tejo e explicou que são várias as origens do contagio nesta freguesia: contágio familiar, contágio comunitário e de uma festa de casamento.

Maria dos Anjos Esperança, Coordenadora USPMT

A testagem em massa no concelho de Constância, mais propriamente na aldeia de Santa Margarida, está a cargo do serviço de Patologia do Centro Hospitalar do Médio Tejo. Esta é uma operação que começou esta quarta-feira e que se prolonga quinta e sexta-feira, na Portela e Malpique, respetivamente.

O serviço de Patologia do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) vai realizar as colheitas e testagem das amostras, prevendo-se a realização de mais de 1000 testes à Covid-19, durante estes três dias.

Para a concretização desta operação de testes foram acionadas três linhas de colheitas, duas em regime de Drive Thru (com as pessoas a serem testadas nos seus veículos), e uma linha de testagem para quem se desloque a pé.

O Serviço de Patologia Clínica do CHMT deslocou uma equipa de 5 profissionais, técnicos e assistentes operacionais, que, logo na primeira manhã, foi reforçada com mais um elemento, dada a grande adesão da população ao local da colheita. Até às 13 horas desta quarta-feira foram realizadas perto de 300 colheitas, num arranque muito expressivo desta operação.

As colheitas são posteriormente enviadas para o laboratório do Serviço de Patologia Clínica do Centro Hospitalar do Médio Tejo que fará o seu processamento por biológica molecular pela técnica de RT-PCR, método de referência para a deteção do SARS-CoV-2, assim como a identificação das variantes do vírus. Os resultados serão transmitidos à Autoridade de Saúde Local a partir do final da tarde de 21 de julho.

Portugal registou nas últimas 24 horas 4.376 infeções por SARS-CoV-2, novo máximo diário desde fevereiro, 13 mortes atribuídas à covid-19 e mais 13 internamentos com a doença, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

Hoje estão internadas 867 pessoas, 171 das quais em unidades de cuidados intensivos, de onde saíram seis pessoas nas últimas 24 horas.

Desde o dia 10 de fevereiro, quando se registaram 4.387 novos casos, que o número diário de novas infeções não era tão alto.

A maioria das novas infeções por SARS-CoV-2 (1744) regista-se hoje na região de Lisboa e Vale do Tejo, enquanto no Norte há mais 1.592 pessoas contagiadas.

Desde o início da pandemia, já foram diagnosticadas 939.622 pessoas com o SARS-CoV-2.

As treze mortes das últimas 24 horas registaram-se nas regiões de Lisboa (10), Alentejo (uma), Algarve (uma) e Açores (uma).

Segundo os dados da DGS, até agora, morreram em Portugal 17.232 pessoas vítimas de covid-19: 9.046 homens e 8.186 mulheres.