Pesquisar notícia
segunda,
27 set 2021
PUB
Concelhos

VN Barquinha: Ministro de “coração cheio” com promoção da cultura científica em comunidade escolar

18/05/2017 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O ministro da Educação disse esta quarta-feira ter saído de "coração cheio" de Vila Nova da Barquinha, onde visitou o Centro Integrado de Educação e Ciências (CIEC), projeto pioneiro de promoção da cultura científica dentro da comunidade escolar.

"É enternecedor ver este projeto pedagógico", disse Tiago Brandão Rodrigues depois de duas horas em interação com professores e alunos do CIEC, onde não se furtou à participação nas diversas atividades direcionadas para os alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico resolvendo equações, discutindo forças gravitacionais, o magnetismo ou as leis de Newton com os jovens estudantes, a quem deu ainda conselhos, sugestões de futuro e ajudou a construir transístores e circuitos integrados.

A visita guiada permitiu-lhe conhecer as diversas vertentes didáticas da Escola Ciência Viva de Vila Nova da Barquinha, no distrito de Santarém, um "projeto pioneiro a nível nacional", segundo a diretora do CIEC, e cujas infraestruturas representaram em 2013 um investimento de cerca de dez milhões de euros no estímulo ao gosto pela ciência na população mais jovem.

O CIEC, integrado na Escola D. Maria II de Vila Nova da Barquinha, que Brandão Rodrigues disse ser um "exemplo" e que "deve ser replicado em tantas outras escolas", tem 225 alunos do 1.º ciclo e é dirigido por Ana Rodrigues, da Universidade de Aveiro, instituição parceira da autarquia e do Agrupamento de Escolas neste projeto que dá "formação específica aos professores para as aulas em contexto de laboratório".

Depois de participar e discutir com os estudantes do 4.º ano "matéria de física e química que se estuda no 10.º ano", com as crianças a demonstrarem conhecimentos científicos nas respostas dadas, o governante falou ainda com os jovens alunos, [a escola é do 1.º ciclo] sobre a sua própria vida estudantil, tendo revelado que gostava tanto de biologia e de química que decidiu estudar bioquímica. Brandão Rodrigues doutorou-se em neurociência, e alertou para a importância da Matemática mas também das Ciências Humanas.

"É preciso manter o espetro largo", aconselhou, num dia em que dezenas de alunos do 1.º ciclo da escola de Areias, de Ferreira do Zêzere, visitaram o CIEC e se cruzaram nas aulas abertas e de laboratório com a comitiva liderada por Brandão Rodrigues.

"Isto é difícil de imaginar e saio daqui de coração cheio", disse no final o ministro da Educação, depois de conhecer as infraestruturas inauguradas em 2013 e que representaram um investimento de cerca de dez milhões de euros no estímulo ao gosto pela ciência na população mais jovem, sendo o seu pioneirismo destacado por ser uma escola que tem como público-alvo as crianças e que integra no mesmo espaço um centro de ciência, podendo ser utilizado pela comunidade nos períodos não letivos.

A visita do governante integrou a segunda edição da iniciativa "Barquinha de Ciências, Barquinha de Vivências", organizada pela Escola Ciência Viva (ECV) de Vila Nova da Barquinha, instituição que promove regularmente eventos abertos à população, como os "Jantares com Ciência" e os "Cafés com Ciência", destacados como iniciativas que aproximam a escola da população em geral.

Tiago Brandão Rodrigues sublinhou que o CIEC é um "projeto escolar pedagógico que funciona e que está virado para a comunidade, um projeto singular que é catapultado para toda a região do Médio Tejo e que convida as outras escolas da região a vir aqui aprender".

Lusa