Pesquisar notícia
terça,
21 set 2021
PUB
Concelhos

VN Barquinha: Esplanadas podem duplicar o espaço

9/06/2020 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O Executivo da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha aprovou esta terça-feira, 9 de junho, a duplicação do espaço das esplanadas no concelho, “sem qualquer taxa ou qualquer adenda”.

“Por uma questão de saúde pública e proteção das pessoas”, afirmou o presidente da Câmara, que diz ter-se apercebido “que no último fim-de-semana tivemos muita gente no Parque Ribeirinho e não faz sentido andar a correr atrás de uma esplanada, que estão com metade da capacidade, quando o que as pessoas pretendem é proteger-se. Então”, acrescentou Fernando Freire, “se as pessoas puderem utilizar este Parque fabuloso, puderem alargar e estar à vontade… Utilizem, porque o que está em causa é a saúde pública, garantindo o afastamento necessário para que todos se sintam bem”.

A decisão da permissão de aumentar em 100% o espaço de esplanada tem efeitos imediatos e a Câmara Municipal aprovou em março a isenção desses espaços até 30 de junho. Questionado se o prazo poderá ser alargado, Fernando Freire afirmou que o assunto “ainda não foi deliberado” pois são decisões verificadas no dia-a-dia. O autarca lembrou que o Estado de Calamidade que vigora no país foi prolongado esta terça-feira, em Conselho de Ministros, e vai vigorar até ao final de junho. “É uma avaliação que tem que ser feita diariamente”, disse.

 

Município adquire equipamentos e loiças do Espaço “Sabores do Tejo”

Foi igualmente aprovada a proposta para aprovação da cotação de equipamentos e loiças do Espaço “Sabores do Tejo”, propriedade da Empresa Loja do Ribatejo, Lda.

A loja de produtos locais encerrou as portas o ano passado e o espaço foi adjudicado a um privado por concurso-público. No entanto, a Loja do Ribatejo norte ficou com alguns equipamentos que agora interessam ao Município, como chávenas, pratos, talheres… “que aqui no Gabinete, não temos”, explicou Fernando Freire, que aproveitou “a possibilidade de fazer a aquisição a 50%”.

O valor da aquisição do material é de 325,28€ e a proposta foi aprovada por unanimidade.