VN Barquinha: Equipamentos culturais e desportivos encerrados, Serviços por marcação

2021-01-16

Na reunião de dia 14 de janeiro de 2021, da Comissão Municipal de Proteção Civil de Vila Nova da Barquinha, “num âmbito estritamente preventivo” e num “esforço conjunto de contenção da propagação do Covid-19”, o Grupo de Gestão do Plano de Contingência do Município de Vila Nova da Barquinha, aprovou cancelar, desde o dia 15 de janeiro e até informação em contrário, todos os eventos da responsabilidade do Município ou nos quais este seja parceiro: culturais, sociais, desportivos e recreativos.
Foi ainda deliberado encerrar equipamentos culturais: Castelo de Almourol, Centro de Interpretação Templário de Almourol, Posto de Turismo, Centro Integrado de Educação em Ciências (fechado a visitas de grupos externos e cancelados os eventos), Centro de Estudos de Arte Contemporânea, Centro Cultural de Tancos, Auditório do Centro Cultural, Bibliotecas Municipais, Espaços Internet, Galeria do Parque e Arquivo Municipal.
Também estão encerrados os equipamentos desportivos: Centro Municipal de Atividade Física Aquagym (Piscinas e Ginásio), Parque Desportivo Municipal da Atalaia, Pavilhão Desportivo da Praia do Ribatejo, Pavilhão Desportivo Municipal e Centro Náutico.
A EB1 do Cardal (Universidade Sénior de Vila Nova da Barquinha) e Cais – Espaço Empresarial de Vila Nova da Barquinha estão igualmente de portas fechadas.
Os serviços de atendimento ao munícipe serão feitos por marcação prévia, devendo ser realizada por via eletrónica, através do e-mail: geral@cm-vnbarquinha.pt, ou através do telefone 249 720 350, das 9 horas às 15 horas.
Mantém-se em funcionamento os jardins e parques municipais e de freguesia.
Fica suspensa a cedência de equipamentos culturais e desportivos às associações, coletividades e instituições, bem como a cedência de transporte municipal e/ou viaturas municipais, para visitas de estudo ou outras atividades.
O Município apela a todas as Associações desportivas, culturais e recreativas, Instituições Particulares de Solidariedade Social, Fábricas da Igreja, entre outras, que tomem medidas similares às adotadas pela Câmara Municipal e pelas autoridades de saúde pública.
2Indo ao encontro daquilo que são as recomendações das autoridades de saúde e no que respeita ao risco de eventos de massas no contexto do surto”, a Câmara Municipal alerta ainda que, “no âmbito das dinâmicas pessoais, deve evitar a presença em locais com concentrações de pessoas e que se adotem os comportamentos de etiquetas respiratórias e de relacionamento social”.
“Alterações a estas medidas serão comunicadas sempre que se justifique, continuando as mesmas em permanente avaliação, em estreita colaboração com as entidades competentes do Ministério da Saúde e do Ministério da Administração Interna”, informa o Município.