Pesquisar notícia
terça,
28 set 2021
PUB
Concelhos

Vila de Rei recupera espólio arqueológico para o Museu do Fogo e da Resina

5/01/2017 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O Município de Vila de Rei recuperou dois artefactos arqueológicos recolhidos nas Conheiras dos Touros e das Castelejas (ambas na aldeia de Lousa), descobertas nas décadas de 1990 e 2000 por Vicente José da Silva, de Aveleira.

As peças (uma lança de metal com 26 cm de comprimento, provavelmente romana, que apresenta gravadas as iniciais M.A.F. e um disco de anfibolito perfurado com uma tipologia recorrente desde o calcolítico até à idade do ferro) foram depositadas por Vicente José da Silva no Departamento de Mineralogia e Geologia do então Museu Nacional de História Natural (hoje Museu Nacional de História Natural e da Ciência).

Aquando do depósito, ficou expressa a vontade do depositante das peças virem a “ser pertença de um Museu de Vila de Rei quando, simultaneamente, o Museu Nacional de História Natural e o Museu Nacional de Arqueologia julgarem estar criadas as condições de preservação e segurança para coleções de Arqueologia e Geologia nesse futuro Museu de Vila de Rei”.

Com essas condições criadas pelo Município, as peças encontram-se já em exposição no Museu do Fogo e da Resina.

Uma das peças (lança de metal) foi referenciada nos estudos “Levantamento Arqueológico do Concelho de Vila de Rei” (pág. 109), de Carlos Batata e Filomena Gaspar (2000), e em “Carta Arqueológica do Concelho de Vila de Rei” (pág. 75), igualmente de Carlos Batata e Filomena Gaspar (2013).

Todos os interessados poderão visitar o espólio do Museu do Fogo e da Resina de quarta-feira a domingo, das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00.

O vereador do Pelouro da Cultura da Autarquia vilarregense, Jorge Tavares, afirma que “após longo processo para a recuperação deste relevante espólio para a história do Concelho de Vila de Rei e das Conheiras, chega agora ao fim, com desfecho positivo, com a integração destas peças arqueológicas na coleção do Museu do Fogo e da Resina, enriquecendo assim o seu acervo.”