Pesquisar notícia
domingo,
19 set 2021
PUB
Concelhos

Vila de Rei: Prestação de Contas de 2016 aprovada com votos contra dos socialistas

20/04/2017 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A prestação do Contas relativa ao ano financeiro de 2016 da Autarquia de Vila de Rei, foi aprovada por maioria na reunião do Executivo desta terça-feira, 18 de abril.

Os dois vereadores socialistas votaram contra o documento apresentado por, no seu entender, existirem três razões principais para este sentido de voto.

Miguel Jerónimo explicou essas razões e começou por criticar a execução da despesa “que se ficou pelos 79%, inferior à de 2015”. “Se descontarmos a fatia que é gasta em despesas com o pessoal, que é a maior fatia, vemos que a execução foi muito baixa. E vimos o sr. Presidente, quando apresentou o seu Orçamento para 2016, dizer que era o ano do investimento. Afinal, foi ano do meio investimento, pois ficaram-se pelos 58%”, avançou o vereador.

O atraso no arranque dos programas do Portugal 2020 foi uma das explicações que Ricardo Aires avançou para a apresentação das contas de 2016 mas Miguel Jerónimo critica o facto de, “em Vila de Rei, 95% das obras vão ser concluídas a meses das eleições”.

As modificações ao Orçamento é outra das críticas dos socialistas porque “ao longo do ano de 2016, tivemos oito alterações e quatro revisões (…) isto torna-se impossível para qualquer cidadão interessado seguir todas estas alterações e revisões. Não é um exercício claro, nem transparente e não é concreto. Aquilo que aprovamos no início tem muito pouco a ver com aquilo que é o Orçamento no final, quando aprovamos a prestação de contas. Eu acho que isso é gravíssimo e no final, quem perde, é Vila de Rei e os vilarregenses. E isso é o pior cenário possível”, acrescenta Miguel Jerónimo.

Ricardo Aires, presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei respondeu ao vereador socialista, dizendo ter pena que ainda não tenham entendido o Orçamento da Câmara e adiantou que “concordo consigo no que diz respeito ao termos menos investimento”. “Mas sabe porquê, não sabe?”, indagou o presidente. E explicou não ter “culpa” nos atrasos “do PDR 2020”.

“Tenho a minha consciência tranquila pois temos feito uma política para as pessoas de Vila de Rei. Se diz que não há investimento em Vila de Rei, é porque, se calhar, não anda por cá”, concluiu Ricardo Aires.

Em declarações à Antena Livre, o presidente explicou que os investimentos estão aí e lembrou que o Orçamento foi aprovado em setembro de 2015. Em curso estão as obras na Escola Básica e Secundária de Vila de Rei, do Parque de Feiras e o Centro Geodésico.

A prestação de contas de 2016 de Vila de Rei voltou a ser aprovada em Assembleia Municipal, realizada nesta quinta-feira, 20 e abril, e contou com votos contra dos quatro deputados socialistas presentes. Em Assembleia Municipal, foi lida a mesma declaração de voto apresentada em reunião de Câmara, “sinal de que os deputados municipais estão em uníssono com os vereadores”, como avançou o deputado socialista José Januário Jerónimo.

Assembleia Municipal de dia 20 de abril de 2017