Pesquisar notícia
segunda,
20 set 2021
PUB
Concelhos

Vila de Rei: Município organizou workshop para construção de armadilhas para Vespa Asiática

6/05/2021 às 16:03
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O Município de Vila de Rei promoveu, na manhã de 5 de maio, um workshop para ‘Construção de Armadilha para a Vespa Velutina’, com o objetivo de ensinar e auxiliar na construção de armadilhas para despiste e combate à Vespa Asiática.

A iniciativa teve lugar no Auditório Municipal de Vila de Rei e contou com uma Sessão de Abertura, pelo vice-presidente da Câmara Municipal, Paulo César Luís, explicações sobre a atuação da Proteção Civil de Vila de Rei sobre o combate à Vespa Asiática e uma Oficina para a construção das armadilhas.

No ano de 2019 foram detetados e eliminados 40 ninhos no concelho de Vila de Rei, e, em 2020, foram 23 ninhos suprimidos. Face às condições climatéricas esperadas para este ano, estima-se que este número possa subir em 2021.

Atualmente, os serviços de Proteção Civil Municipal têm colocadas cerca de 400 armadilhas espalhadas por todo o concelho.

Durante a sessão, foi explicada a forma de elaboração de armadilhas. Os materiais necessários são: 1 garrafão; 1 garrafa; 1 faca; spray amarelo; 3l de água; 1kg de açúcar; 50g de fermento de padeiro; groselha q.b.

O vídeo com a elaboração poder ser visualizado em www.cm-viladerei.pt.

Paulo César Luís, vice-presidente do Município, afirmou que “é de extrema importância que a comunidade esteja informada e conheça todas as formas de combater a praga da vespa velutina. Este combate é um processo que não terminará em um ou dois anos e, por isso, toda a população deve trabalhar em conjunto para que possamos detetar, identificar e combater esta praga.”

A vespa asiática tem-se propagado pelo nosso país, sendo uma espécie invasora que constitui uma preocupação séria devido à sua ação predadora que põe em perigo as abelhas autóctones. Este inseto é ligeiramente mais pequeno que a Vespa Europeia, com as rainhas a medirem cerca de 30mm, os machos 24mm e as obreiras 20mm. Apresenta patas amarelas, tórax castanho ou preto e abdómen castanho. A cabeça é preta e face amarela.

O Município apela aos vilarregenses que se mantenham atentos a esta situação e que, em caso deteção ou suspeita da existência destes ninhos, entrem em contacto com a Proteção Civil de Vila de Rei (912 263 895) ou com os serviços camarários (274 890 010). Uma das preocupações a ter é não mexer nos ninhos, devido a eventuais ataques por parte destes insetos.