União Desportiva Rossiense assinala 74.º aniversário com cerimónia simbólica e projetos para o futuro

2020-08-06

A União Desportiva Rossiense celebrou recentemente 74 anos, com uma cerimónia simbólica, tendo em conta os constrangimentos devido à Covid-19.

Na ocasião, marcou presença o presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, bem como o vereador com o pelouro do desporto, Luís Dias, e o presidente da União de Freguesias de Rossio ao Sul do Tejo e São Miguel do Rio Torto, Luís Alves.

No seio da comemoração, foi apresentada a renovada sala dos troféus e foram ainda discutidos projetos e iniciativas futuras.

Fundada a 1 de agosto de 1946, diz o presidente da UDR, Renato Sousa Antunes, que são celebrados 74 anos “cheios de história e de estórias, marcados por muitas coisas positivas e negativas”.

“Celebramos este 74º aniversário num ano completamente atípico, em que vimos todas as nossas atividades suspensas de forma abrupta devido a uma pandemia global (quase) inédita - desde o futebol (de formação e sénior), ao hóquei em patins, passando pelo Grupo de Cantares “Brisa do Tejo” e pela área de eventos e conferências”, diz Renato Sousa Antunes.

“Um ano que estava a ser marcado pela aposta reforçada nos projetos tradicionais da UDR, como o futebol ou o hóquei em patins, e por uma aposta estratégica na diversificação de áreas de atuação e atividades, como o I Ciclo de Conferências UDR - que teve de ser adiado, mas será uma aposta para ficar e exponenciar”, continua, referindo que, no seio desse ciclo, estava confirmado “um painel de exceção, como o Rossio e Abrantes poucas vezes terão visto, para partilhar com toda a comunidade a importância cada vez mais central de um tema tão atual como o branding estratégico.”.

O presidente da UDR aproveitou também para destacar o papel das associações culturais e desportivas que tem de ser “alinhado com aquilo que as comunidades que servem mais necessitam”.

“Para a UDR é muito claro que o Rossio ao Sul do Tejo em particular, e o Município de Abrantes em geral, constituem a(s) nossa(s) comunidade(s). Tão claro como a necessidade de dar respostas cada vez mais diferenciadas, modernas e fora da caixa às necessidades explícitas e implícitas dessas mesmas comunidades. Este aniversário é também uma oportunidade de ouro para olhar para trás, para um passado que conheceu várias etapas gloriosas. Desde as mais conhecidas e badaladas jornadas épicas do hóquei em patins rossiense, aos resultados de exceção da antiga secção de pesca em competições e provas nacionais e internacionais, passando por projetos únicos como o motoclube e tantas outras iniciativas incríveis com que a UDR se tem sabido sempre reinventar ao longo destes 74 anos”.

Sobre o trabalho que tem sido feito, Renato Sousa Antunes mostra-se orgulhoso com a instalação de um bar de apoio aos jogos no campo do Rossio, com a criação e reforço de eventos e iniciativas, como o I Festival de Sopas do Rossio ao Sul do Tejo.

É também referida a renovação de material “fundamental nas várias secções (hóquei em patins incluído)” e a captação de interesse “de pessoas e empresas que olham hoje para a UDR como um projeto de futuro para a freguesia e o município”.

Mas o futuro avizinha-se ainda mais promissor com “um marco que queremos deixar à família da UDR e a todos os rossienses: a celebração do nosso 75º aniversário”.

“Será um evento múltiplo e composto por várias atividades, como o nosso Rossio nunca viu. Evento esse que está já a ser montado e do qual gostaria de revelar, em primeira mão e em jeito de teaser, um dos detalhes que o comporão: o lançamento d’o Livro da UDR“, anuncia o presidente da direção da UDR.