Sardoal: Recolha de vidro “porta-a-porta” avança nas empresas e no comércio

Concelhos 2019-05-09

A Valnor está a implementar nos concelhos de Sardoal, Abrantes e Sertã o serviço de recolha de vidro “porta-a-porta” para as empresas. Este processo já acontece com o papel e cartão e irá a acontecer, brevemente, com os plásticos e metal. O objetivo é muito simples, melhorar a recolha dos materiais separados e criar mais “capacidade de encaixe dos ecopontos” para os cidadãos.

A apresentação no Sardoal foi ontem à tarde com a presença dos autarcas que puderam levantar questões sobre a implementação do projeto e, depois, ver as viaturas que vão estar disponíveis para este novo serviço.

Nuno Heitor, administrador da Valnor, apresentou as viaturas e o serviço, garantindo que uma parte dos estabelecimentos comerciais e empresas, os maiores produtores de resíduos, estão a ser contactados para aderir. E a resposta tem sido muito positiva já que este é um serviço gratuito. A Valnor entrega um contentor de 120 litros em cada estabelecimento e depois, uma vez por semana, para já, a viatura vai passar a fazer a recolha. Ao fim e ao cabo trata-te de um serviço semelhante ao que já acontece com o papel e cartão e que, brevemente, vai também acontecer com o plástico e metal.

Trata-se de um serviço gratuito. Tanto os contentores entregues pela empresa aos produtores como as recolhas semanais.

Nuno Heitor garantiu ainda que a Valnor quer começar a pensar na recolha porta a porta de resíduos orgânicos, os que entram nos contentores castanhos. Mas isso só a partir de 2023.

A empresa que gere os resíduos sólidos urbanos nesta região quer o apoio e a ajuda das autarquias e autarcas porque eles conhecem o concelho e os maiores produtores.

A próxima localidade a ter a apresentação deste serviço de recolha de vidros porta-a-porta vai ser Abrantes no próximo dia 21 de maio e depois seguir-se-á a Sertã.

A Valnor é a empresa que gere os resíduos sólidos urbanos nos concelhos da Amartejo (Abrantes, Mação, Sardoal, Gavião e Vila de Rei), que detinha o aterro sanitário da Barrada, entretanto encerrado. Com sede em Avis a Valnor recebe resíduos e faz a gestão de recolha de separados em 25 concelhos e tem uma abrangência de 250 mil habitantes. Tem três pólos: Avis, Abrantes e Castelo Branco e 21 infraestruturas.

Recebe 106 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos, 19 mil toneladas de resíduos separados, mais de cinco mil toneladas de composto vendido e 2,37 gigawats de eletricidade vendida.