Pesquisar notícia
segunda,
20 set 2021
PUB
Concelhos

Proteção Civil alerta para chuva, neve, vento e agitação marítima

2/03/2017 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) alertou hoje a população para um agravamento das condições meteorológicas a partir da madrugada de sexta-feira com chuva, neve, vento e agitação marítima.

O aviso à população surge após um contacto realizado hoje pelo Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS) da ANPC com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que prevê condições meteorológicas adversas entre a madrugada de sexta-feira e o fim do dia de sábado.

O IPMA prevê precipitação pontualmente mais intensa, em especial nas regiões Norte e Centro durante a manhã de sexta-feira, passando a regime de aguaceiros que podem ser de granizo acompanhados de trovoada e que se prolongam durante o dia de sábado.

Em comunicado, a Proteção Civil refere que está também previsto queda de neve, com especial expressão no período da manhã de sexta-feira, acima dos 800 metros no Norte e Centro Norte, podendo descer até aos 600 metros, cujos acumulados podem ultrapassar os cinco centímetros, em especial nas serras Peneda-Gerês, Marão, Alvão, Barroso, Montemuro e Estrela.

Segundo a ANPC, não está excluída a possibilidade de queda de neve nas serras do Caramulo e São Mamede e o vento vai soprar moderado a forte, além de agitação marítima até cinco metros na costa Ocidental até ao início da manhã de sábado.

Face a estas condições meteorológicas, a Proteção Civil alerta para a possibilidade de piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água e gelo, cheias rápidas em meio urbano e inundações nas zonas historicamente mais vulneráveis, além da possível queda de ramos ou árvores em virtude de vento mais forte.

A ANPC indica também que podem ocorrer possíveis acidentes na orla costeira.

Nesse sentido, a ANPC apela à população para adotar comportamentos adequados, principalmente nas zonas historicamente mais vulneráveis.

Entre as medidas, a ANPC recomenda a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas, adoção de uma condução defensiva e redução da velocidade.

Não atravessar zonas inundadas, garantir uma adequada fixação de estruturas soltas e ter especial cuidado na circulação junto a áreas com árvores e na orla costeira e zonas ribeirinhas são outros medidas preventivas sugeridas pela Proteção Civil.

Lusa