Município de Vila de Rei aprova medidas de mitigação dos efeitos dos incêndios de 2019

Concelhos 2019-08-16
DR: Antena Livre
DR: Antena Livre

Divulga o Município de Vila de Rei em comunicado que "tendo em conta os danos provocados pelo incêndio ocorrido entre os dias 20 e 22 de julho e os efeitos repercutidos na vida patrimonial, económica, social e ambiental da população a curto, médio e longo prazo" e "verificando-se ainda que, a par da floresta, também outros bens não foram poupados e, nalgumas povoações, algumas pequenas edificações como arrumos e arrecadações e ainda algumas habitações foram atingidas, não esquecendo todas as outras perdas no âmbito da agricultura, de equipamentos, entre outros", reconhece-se a necessidade de "reconstruir aquilo que foi destruído".

Nesse sentido, para o "restabelecimento das atividades e das condições de vida das pessoas, para uma revitalização da vida em todos os seus domínios, essencialmente, o restabelecimento das atividades agrícola e florestal e também urbana, todas elas essenciais para a jusante serem revitalizados outros sectores económicos no concelho, como o turismo, o comércio local, entre outros", o executivo camarário vilarregense reconheceu no passado dia 2 de agosto o "relevante interesse para o concelho, da reconstrução das edificações destruídas, como um fator impulsionador para todos os que vivem da atividade agrícola e florestal, para uma população essencialmente idosa, para um concelho que repetidas vezes ressurge de calamidades desta natureza".

A autarquia aprovou ainda na mesma reunião o recurso a uma reclamação coletiva para a redução do valor patrimonial tributário dos prédios afetados, através da respetiva avaliação, ao abrigo do Código do IMI.