Pesquisar notícia
sexta,
17 set 2021
PUB
Concelhos

MODO Arquitectos apresenta projeto para a nova ponte sobre o Tejo (COM SOM)

9/05/2017 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O ateliê MODO Arquitectos apresenta um novo projeto que diz respeito à travessia sobre o rio Tejo, no prolongamento do IC9, entre Abrantes e Constância.

Em comunicado, o MODO Arquitectos considera que a nova infra estrutura “seria determinante para a coesão territorial da região do Médio Tejo e uma via facilitadora do seu desenvolvimento económico e social”.

“A ideia da nova travessia que este gabinete de arquitetos reintroduz na discussão pública, acrescentando-lhe os traços de um possível projeto, dando forma e imagem à ambição de agentes políticos, económicos, sociais e da própria população, surge num momento em que está em curso a linha de financiamento Portugal 2020. Este quadro comunitário é uma oportunidade derradeira de viabilização deste projeto”, pode ler-se.

O projeto

A ponte que o MODO propõe para Montalvo procura “alinhar com as estruturas metálicas que encontramos nas pontas da Chamusca e de Constância, mantendo a identidade construtiva, reconhecendo que estes dois elementos são património e marca da memória visual na região do Médio Tejo.

A ponte de Montalvo é aqui composta por uma estrutura metálica em perfis diagonais  de cantoneiras, fazendo um "T", e elementos verticais com peças que formam um "H". Nas extremidades há peças de maior dimensão para lhe conferir rigidez. 

A ideia para esta ponte assenta na conceção de um elemento que se repete, contínuo mas alternado, introduzindo um efeito de perspetiva dinâmica ao longo do percurso: 2,9 quilómetros com 12 metros de largura, permitindo uma faixa em cada sentido e associando uma ciclovia.

O MODO Arquitectos pinta de amarelo ocre este “túnel” sobre o rio, trazendo para esta nova travessia, uma das tradicionais cores portuguesas, que encontramos muito presente no nosso território”, lê-se no mesmo comunicado.

Considerando a urgência e a necessidade desta obra, o MODO Arquitectos propõe uma implantação faseada da ponte: numa primeira fase, seria construída a ponte rodoviária sobre o rio Tejo, podendo não ter perfil de autoestrada, prevendo-se, numa fase posterior, a respetiva adaptação com a construção do IC9 prevendo-se localizá-la no nó de Montalvo (A23), o que irá permitir o estabelecimento das ligações rodoviárias entre a margem direita e esquerda do rio Tejo e entre a A23 (a Norte) e a EN2 (a Sul).