Mação: Município recebe nova candidatura de empresa para o Centro de Negócios

Concelhos 2019-08-31

Foi anunciada em reunião de Câmara de Mação, no dia 28 de agosto, a formalização de uma nova candidatura de uma empresa que se pretende instalar no Centro de Negócios.

O presidente do Município, Vasco Estrela, deu conta de que o negócio vai ser na área do “fabrico de um conjunto de materiais para a construção civil”, nomeadamente a “construção de divisórias" e objetos metálicos.

O autarca deu conta de que já reuniu com o empresário – Pedro Costa – e com os sócios (um deles da aldeia do Pereiro) e que a empresa tem início de atividade previsto para 2020.

Por isso, diz Vasco Estrela, aquilo que se propõe é fazer “uma reserva de dois espaços empresariais para esta empresa” que irá criar oito postos de trabalho.

A candidatura ao Centro de Negócios está feita e aprovada. No entanto, explica Vasco Estrela, como “não é um início de atividade que seja previsível a curto prazo”, uma vez que não é de imediato que a empresa pretende ir para aquele local, se “por acaso, durante este período surgir alguma empresa interessada naquele espaço, a questão terá de ser colocada a este promotor e dizer se efetivamente concretiza ou não o negócio. (…) Havendo procura no mesmo local, a Câmara coloca à consideração do empresário no sentido de ou fazem o investimento ou disponibilizam a outro, para não estar ali a área à espera de uma candidatura que há de vir, não o podemos fazer”.

Relativamente ao ponto de situação sobre o Centro de Negócios, o autarca disse, em declarações à Antena Livre e ao Jornal de Abrantes, que “ainda não está lotado, mas está a ter uma boa adesão, razão pela qual estamos a ter estes cuidados”.

Questionado sobre a importância da manifestação de interesse por parte de empresários em instalarem-se no Município de Mação, Vasco Estrela admite que a procura que se tem sentido no Centro de Negócios “dá-nos alguma esperança” e que “algumas pessoas têm interesse no concelho de Mação e realmente estamos com vontade de continuar a trabalhar em prol deste concelho”.

“Bem sabemos que estas adversidades todas não ajudam, mas quanto a isso não podemos fazer nada, temos de tentar fazer a nossa parte”.

 

Ana Rita Cristóvão