Mação: Loja do Cidadão tem um ano e já garantiu 18.500 atendimentos

Concelhos 2018-12-28

A Loja do Cidadão de Mação, instalada no edifício do Palácio da Justiça, foi inaugurada há um ano. Para relembrar a data, o Secretário de Estado Adjunto e da Modernização Administrativa, Luís Goes Pinheiro, visitou o serviço esta sexta-feira e fez um balanço da atividade.

Em dia de 1º aniversário não queria deixar de cá vir e ver a Loja com os meus olhos porque podemos olhar para as folhas de cálculo e para as estatísticas mas isso não substitui o contacto com as pessoas”, afirmou o Secretário de Estado.

Quanto à impressão que leva da Loja de Mação, Luís Goes Pinheiro disse já ter recebido “ecos positivos no sentido da boa localização” do serviço e que era uma estrutura com dimensão para os serviços que prestava”.

No seu primeiro ano de funcionamento, a Loja do Cidadão já garantiu mais de 18.500 atendimentos nos diversos serviços assegurados pelas entidades presentes e o governante disse “sair daqui com a certeza de que esta foi uma boa aposta e de que vale a pena seguir esta política de instalar Lojas do Cidadão porque é uma forma de prestação de serviços públicos que encontra boa recetividade junto das populações e saio com a confiança reforçada”.

Um confiança que se estende a nível nacional pois, como avançou Luís Goes Pinheiro, “tem sido marcada pela sequência de abertura de novas Lojas”.

Segundo o Secretário de Estado Adjunto e da Modernização Administrativa, “neste momento são 54 as Lojas de Cidadão em funcionamento e dessas, 17 foram instaladas nos últimos três anos” e o alargamento desta rede de atendimento assume-se como um “objetivo constante e inesgotável”. O país conta já com 537 Espaços do Cidadão, “que não têm obrigatoriamente que estar numa Loja do Cidadão”.

Relativamente ao número de atendimentos atingido em Mação, o governante disse estar “dentro das expetativas” pois “tem tido uma boa procura. Estamos a falar de mais de 1600 atendimentos por mês e, para primeiro ano de existência, estava dentro daquilo que era esperado”.

De acordo com Luís Goes Pinheiro, o “investimento tem sido feito de forma contínua, pretendendo-se garantir a manutenção da proximidade e da qualidade na prestação de serviços públicos e contando sempre com a cooperação dos municípios interessados”. Ainda nas palavras do Secretário de Estado, “as Lojas de Cidadão são braços da Administração Pública que chegam às pessoas, tendo sabido adaptar-se às novas exigências e, ao mesmo tempo, cumprir aqueles que foram os objetivos estabelecidos desde o primeiro dia e os requisitos de qualidade e eficiência. Não tenho dúvidas: o paradigma na prestação de serviços públicos mudou e estes deixaram de estar, essencialmente, centrados em quem os presta para passarem a estar orientados para quem deles beneficia. Assim é no presente e acredito que o futuro continuará a passar por aqui".

Os serviços existentes na Loja do Cidadão de Mação estavam espalhados pela vila, alguns a funcionar no edifício da Camara Municipal. Vasco Estrela, presidente da Câmara Municipal, afirmou que a passagem dos serviços para o novo espaço “foi tranquila” e que “a aposta foi ganha”. No entanto, para o autarca, o que importa realçar “é que os serviços públicos de proximidade estão no concelho”.

Vasco Estrela anunciou ainda que “está prevista a abertura de um Espaço do Cidadão em Cardigos, de acordo com o que foi aprovado pelo Governo e, nesse sentido, a Câmara também está a desenvolver esforços para que no centro de Cardigos, dentro de um ano”, o serviço seja uma realidade. Para isso, a Câmara de Mação já adquiriu um edifício no centro da vila de Cardigos, “temos neste momento o projeto pronto e estamos a reunir condições financeiras para iniciarmos a obra e instalarmos condignamente” este serviço “que queremos proporcionar à população do norte do concelho”.