GR55 foi inaugurada e está pronta a ser percorrida (C/ ÁUDIO)

2020-09-26

A Grande Rota das Ribeiras de Arcês e Rio Frio, e do Rio Tejo (GR55) foi finalmente inaugurada. Na manhã deste sábado, 26 de setembro, a sombra da Oliveira do Mouchão, em Mouriscas, no concelho de Abrantes, marcou a partida para a descoberta de 47 quilómetros de vidas, de vivências, de cultura, património e tradições. A GR55 atravessa os concelhos de Abrantes, Mação e Sardoal e ao longo do percurso descobrem-se lugares mágicos onde a natureza é dona e senhora, mas também lugares onde a presença humana marca a paisagem. Lagares, moinhos, azenhas, capelas, antas, açudes, levadas, grutas, pontes romanas, praias fluviais, vestígios de um antigo castelo, lendas... e muito mais.

Pedro Matos, presidente da Junta de Freguesia de Mouriscas, deu o pontapé de saída nos discursos e começou logo por referir que esta “não será, garantidamente, a inauguração que todos nós desejávamos”.

 

António Louro, presidente da Direção da ACROM e proponente da proposta nº 529 do Orçamento Participativo Portugal, integrada no âmbito regional, na área da cultura, na zona geográfica do Centro, usou da palavra para falar do projeto mas também de futuro.

 

Vasco Estrela, presidente da Câmara Municipal de Mação, deixou três notas aos presentes, não esqueceu “o muito que ainda há a fazer” e deixou a garantia, por parte da Câmara de Mação, “que tudo iremos fazer para que os objetivos que presidiram à elaboração e concretização deste projeto sejam atingidos”.

 

Miguel Borges, presidente da Câmara Municipal de Sardoal, começou por agradecer a todos “os que nos proporcionaram este momento tão importante para as nossas três comunidades que, no fundo, é uma comunidade só”.

 

O discurso de encerramento pertenceu ao presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, que começou por elogiar o papel importante da ACROM no desenvolvimento e concretização deste projeto e António Louro pela “capacidade de transformar uma ideia num projeto de valorização do nosso território”, e que teve um investimento de 80 mil euros.

 

De destacar ainda o “papel fundamental” dos vereadores das três câmara municipais que se envolveram no projeto e que os respetivos presidentes elogiaram “pelo empenho e carinho” com que trabalharam em prol da Grande Rota das Ribeiras de Arcês e Rio Frio, e do Rio Tejo. Foram eles Luís Filipe Dias, da Câmara Municipal de Abrantes, Vasco Marques, da Câmara Municipal de Mação e Pedro Rosa, da Câmara Municipal de Sardoal.

A cerimónia contou ainda com o sub-diretor da DGPC – Direção Geral do Património Cultural e elementos, Rui Santos, representantes da Floema, a empresa especializada na operacionalização das rotas e de alguns voluntários que têm trabalhado com a ACROM na preparação da Grande Rota.

Pedro Matos, presidente da Junta de Freguesia de Mouriscas, com Ermelinda Marques, que marcou presença na cerimónia