Covid-19: Empreitadas pelo concelho de Abrantes suspensas por tempo indeterminado

Concelhos 2020-03-18
Foto: Município de Abrantes
Foto: Município de Abrantes

É mais uma das consequências que se faz sentir pelo concelho em virtude dos Planos de Contingências adotados pelas empresas para evitar a propagação do novo coronavírus.
 
O impacto incide em empreitadas que estavam em curso no concelho e que ficam assim suspensas até indicação em contrário.
 
Assim, através da sua página de Facebook, o Município de Abrantes fez saber que estão suspensas as obras no interior da Igreja de São Vicente - uma empreitada com o objetivo de recuperar dois altares e parte do teto da Igreja, numa obra que foi adjudicada em fevereiro à empresa Nova Conservação-Restauro e Conservação do Património Artístico-Cultural, S.A. e que tinha definido um prazo de execução de cerca de seis meses. (Pode consultar mais detalhes sobre esta intervenção aqui: https://www.antenalivre.pt/noticias/igreja-de-sao-vicente-alvo-de-obras-de-restauro-de-120-mil-euros/)
 
Também as intervenções em estradas municipais foram suspensas. Estamos a falar da Estrada Barca do Pego/Valhascos e da Estrada em Maxial, que já se encontram em fase de conclusão, ficando assim a faltar em ambas as estradas a sinalização horizontal e vertical.
 
Já no que diz respeito ao aslfaltamento  da estrada Bicas/Tramagal, o Município refere que esta se encontra também "em fase adiantada de execução" pelo que a empresa adjudicatária da obra está a "proceder à reorganização da logística dos trabalhadores, não sendo ainda claro qual o impacto que esta reorganização terá na conclusão da mesma".