Pesquisar notícia
sábado,
18 set 2021
PUB
Concelhos

Constância: Maioria aprova Prestação de Contas de 2020

21/06/2021 às 17:28
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O Executivo da Câmara Municipal de Constância aprovou no dia 17 de junho, por maioria, a proposta de prestação de contas relativa ao exercício de 2020.

Num “ano completamente atípico”, explicou o presidente da Câmara Sérgio Oliveira, “dentro de todas essas dificuldades, penso que a nossa Prestação de Contas de 2020 é globalmente positiva”.

Referiu-se às taxas de execução, a receita com 90% e da despesa de 83%, “ao resultado líquido do exercício que foi positivo, pelo segundo ano consecutivo, a um decréscimo da dívida municipal e ao cumprimento do equilíbrio das nossas contas”.

“Apesar de não termos realizado um conjunto de atividades culturais e desportivas, muito do dinheiro que seria gasto nessas mesmas iniciativas, foi objeto de apoios a associações, aos Bombeiros, à Santa Casa da Misericórdia ou às pessoas de forma particular”, avançou o autarca.

Sérgio Oliveira quis ainda deixar “um voto de louvor aos trabalhadores da Câmara de forma geral mas em especial aos do Serviço de Contabilidade e Património”. Isto porque, segundo o presidente, “sei o esforço que as pessoas fizeram para que o Município conseguisse cumprir os prazos todos e conseguíssemos estar agora a discutir a Prestação de Contas e cumprir o prazo de remessa quer ao órgão deliberativo, quer ao Tribunal de Contas”.

O presidente da Câmara relembrou que, neste processo, “houve duas pedras no sapato”. É que este ano, pela primeira vez, entrou em funcionamento um novo sistema contabilístico “que veio substituir o antigo POCAL - Plano Oficial de Contabilidade das Autarquias Locais, e a situação do problema informático que nós sofremos, o que prejudicou e atrasou aquilo que é a Prestação de Contas”.

Júlia Amorim, vereadora eleita pela CDU, pediu que fosse explicado o novo sistema contabilístico e quais as alterações para o antigo POCAL. Depois de esclarecidas as dúvidas com o novo Sistema de Normalização Contabilística – SNC, as duas vereadoras da CDU optaram pela abstenção na votação do documento que irá agora ser discutido e aprovado em sessão de Assembleia Municipal a realizar no dia 25 de junho.