Pesquisar notícia
domingo,
25 jul 2021
PUB
Concelhos

Autárquicas/Abrantes: PS apresentou cabeças de lista à Câmara, Assembleia Municipal e de Freguesias (C/ÁUDIO e FOTOS)

18/07/2021 às 18:21
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O PS apresentou este sábado, 17 de julho, os cabeças de lista aos órgãos autárquicos de Abrantes, ou seja Câmara e Assembleia Municipal e às 13 assembleias de freguesia.

No mesmo fim de semana os socialistas lançaram a campanha eleitoral com outdoor’s e páginas nas redes sociais Facebook e Instagram #abrantesvalemais.

A apresentação, por via das restrições que se vivem decorrentes da pandemia, contou em modo presencial com os cabeças de lista e com jornalistas, sendo a sessão transmitida pelos canais digitais do partido.

A abrir a sessão,kk que teve lugar no Jardim do Castelo, Ricardo Aparício, presidente da Concelhia de Abrantes do Partido Socialista apresentou as ambições do partido com um agradecimento aos anteriores autarcas do PS, com destaque para Maria do Céu Antunes, hoje ministra da Agricultura. Depois disse que o partido arranca este período com objetivos claros. Vincou “a ambição de com toda a humildade democrática, lutar por alcançar uma grande vitória eleitoral por Abrantes e pelos Abrantinos”, alicerçada “num trabalho de proximidade e de resolução de problemas concretos e num trabalho centrado nas pessoas que tem vindo a ser reconhecido por todos os abrantinos”.

O líder dos socialistas apresentou, de forma informal, os candidatos às Assembleias de freguesia, passando pela Assembleia Municipal e concluindo no candidato a presidente da Câmara Municipal.

Ricardo Aparício

Quanto às freguesias, já se sabia que o PS avança com recandidaturas dos atuais presidentes de junta a grande parte das freguesias e acrescenta alguns candidatos novos. Aldeia do Mato/Souto, Rio de Moinhos, S. Facundo e Vale das Mós, S. Miguel/Rossio ao Sul Do Tejo e Tramagal apresentam novos candidatos. E aquilo que disse o candidato à Câmara é que a intenção é concorrer para ganhar em todas as freguesias.

Nesta apresentação coube a Liliana Carvalho, candidata a Rio de Moinhos, falar pelos candidatos que se estreiam nestas lides. Avança para a política “após 20 anos dedicação à causa associativa, reconheço que a causa política é um bem essencial para as comunidades quando é feito com respeito, genuinidade e dedicação. São estes valores que espero levar por diante caso consiga alcançar o objetivo de vencer a eleição para a Junta de Freguesia de Rio de Moinhos”.

Liliana Carvalho

Dos cabeças de lista ás freguesias que repetem a candidatura foi Bruno Tomás, candidato ao último mantado a Abrantes/Alferrarede, que fez o discurso em defesa de um cargo que é, de longe, aquele que tem mais proximidade dos cidadãos.

Entre as boas vindas aos novos, elogiou o trabalho dos presidentes de junta todos, de qualquer força política, para reafirmar que “gosta de ser presidente de junta de freguesia”. E depois estendeu o tapete ao candidato à Câmara fazendo passar a mensagem que Manuel Jorge Valamatos sente de forma diferente a ligação entre o Município e as freguesias.

Bruno Tomás disse mesmo que “aquilo que as pessoas nos vão emprestar no dia 26 de setembro, que é o poder do seu voto, nós temos de saber usá-lo para mudar a qualidade de vida das nossas comunidades.”

Bruno Tomás

Quanto ao candidato,natural do partido socialista, Manuel Jorge Valamatos, fez um balanço dos cerca de dois anos e meio que leva à frente dos destinos do Município de Abrantes, marcado quase na totalidade pela pandemia o que alterou, e muito, aquilo que seria o projeto que tinha para o concelho. Reforçou a democratização do território, a solidariedade, a aposta na educação, cultura e infraestruturas como pilares do projeto político de Partido Socialista de Abrantes.

Manuel Jorge Valamatos perspetivou também o futuro e aquelas que serão as linhas mestras do programa eleitoral que irá apresentar aos Abrantinos nas próximas semanas. Um programa de “valorização dos nossos jovens, mas também dos mais velhos, apoiando-os e retribuindo-lhes tudo o que deram à nossa comunidade durante as suas vidas. Queremos valorizar o nosso património, material e imaterial, afirmando Abrantes como uma cidade verdadeiramente aberta ao turismo e a grande referência cultural do Médio Tejo. Queremos valorizar as nossas empresas, através da inovação e da tecnologia, criando condições para aumentarmos a empregabilidade e a fixação de pessoas no concelho. Quando ultrapassarmos esta pandemia, queremos Abrantes de volta à vida, onde se nasce, cresce, trabalha e investe”.

Manuel Jorge Valamatos

Aos jornalistas, depois da apresentação, Manuel Jorge Valamatos, disse ter uma equipa muito competente e que acredita “poder ganhar nas 13 freguesias”. O candidato socialista afirmou que tem havido a intenção de rejuvenescer as listas nas freguesias e Assembleia Municipal e adiantou também uma “pequena renovação” na lista à Câmara Municipal a ser apresentada em breve.

Com o discurso voltado para um novo ciclo de 12 anos [é a primeira vez que Manuel Jorge Valamatos se candidata a presidente da Câmara de Abrantes] afirmou ser “uma honra, mas também uma grande responsabilidade”. E depois lembrou que estes dois anos em que assumiu o cargo teve muitas dificuldades porque o trabalho municipal foi todo moldado pela mitigação da pandemia.

Manuel Jorge Valamatos disse que todos os candidatos, de todos os partidos, terão vantagens aqui ou ali, mas vincou que no seu caso pelo facto de ter passado por quase todas as áreas do Município lhe confere uma enorme vantagem no conhecimento do território.

Manuel Jorge Valamatos

O PS de Abrantes apresentou Manuel Jorge Valamatos à Câmara Municipal e António Mor à Assembleia Municipal.

Para as juntas de freguesia avançam Bruno Tomás (Abrantes e Alferrarede, Hélder Quintas (Aldeia do Mato/Souto), José Felício (Alvega/Concavada), Manuel Alves (Bemposta), Luís Vermelho (Carvalhal), Sónia Alagoa (Fontes), Teresinha Barreiro (Martinchel), Pedro Matos (Mouriscas), Maria Florinda [Bia](Pego), Liliana Carvalho (Rio de Moinhos), Amílcar Alves (S. Facundo/Vale das Mós), Luís Valamatos (S. Miguel/Rossio ao Sul do Tejo) e Pedro Rodrigues (Tramagal).

Galeria de Imagens