Pesquisar notícia
domingo,
26 set 2021
PUB
Concelhos

Autárquicas/Abrantes: CDU apresenta Chaleira Damas à Câmara, Luís Lourenço à Assembleia e cabeças de lista a 9 freguesias (C/ÁUDIO e FOTOS)

27/07/2021 às 11:25
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A Coligação Democrática Unitária (CDU) apresentou ontem a candidatura de João Chaleira Damas, engenheiro mecânico aposentado, à Câmara Municipal de Abrantes, executivo que não integra desde 2017, anunciando o objetivo de reforçar a votação obtida nas últimas autárquicas.

Perante cerca de uma centena de apoiantes e com uma intervenção muito crítica à atual gestão de maioria socialista em Abrantes (Santarém), da saúde à habitação, passando pela cultura, vias de comunicação e gestão dos dinheiros públicos, Chaleira Damas disse que “a CDU assumirá uma intervenção distinta, na exata medida das responsabilidades que (…) forem confiadas, na defesa dos interesses das populações e a presença necessária para dar corpo a causas e aspirações locais e voz exigente para garantir uma gestão eficaz e transparente”.

Segundo afirmou o candidato comunista, “nas contas do município de 2020, com a pandemia a exigir apoio às famílias e empresas, as receitas foram superiores ao orçamentado, os custos inferiores ao previsto em vários milhões de euros os quais faltaram nas obras por concluir, nas empresas que não receberam, nos salários que não pagaram e na falta de apoios referidos”.

Chaleira Damas, numa longa intervenção sobre a governação socialista, concluiu as suas críticas ao afirmar que “a síntese apresentada preocupa os candidatos da CDU”, e defendeu que, “para alterar a trajetória descrita, é preciso mudar de política”, reafirmado a “necessidade” da coligação ter “presença organizada e institucional (…) só possível com a retoma dos assentos na Câmara Municipal”.

Nesse sentido, defendeu, “a CDU tem projeto” e “é alternativa”, desde logo “assumindo o caráter público da prestação dos serviços básicos essenciais, recusando a apropriação privada da gestão da água”, com uma gestão “orientada para minimizar as dificuldades que atingem as famílias e as empresas” em tempos de pandemia, e para “identificar as causas e procurar soluções para inverter a evolução demográfica negativa”, com mais e melhores acessibilidades e reforço da cobertura digital em todo o concelho.

Com o lema “Futuro de Confiança”, Chaleira Damas referiu ainda as preocupações da CDU ao nível ambiental e o objetivo de “reduzir as origens poluentes e alterar os hábitos de consumo no sentido do interesse coletivo e do bem-estar comunitário”, defendendo ainda a "mobilização" para manter os postos de trabalho e um futuro sustentável para a Central a Carvão do Pego, a isenção do pagamento de portagens na A23, - "um garrote ao desenvolvimento" -, para além de “manter e valorizar o coberto florestal, indispensável para captar o carbono sendo, ao mesmo tempo, uma riqueza natural com impacto na economia local, regional e no emprego sustentável”.

Chaleira Damas, candidato à CM

 

João Manuel Chaleira Damas, candidato a presidente da Câmara Municipal de Abrantes, tem 71 anos, é engenheiro, natural de Rio de Moinhos, e foi chefe de divisão nos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Setúbal, tendo exercido funções enquanto vereador da CDU na Câmara Municipal de Setúbal e de eleito na Assembleia Municipal de Setúbal. Esteve envolvido na criação da Zona de Intervenção Florestal (ZIF) de Aldeia do Mato, Rio de Moinhos e Martinchel, onde ainda participa.

Ao lado de Chaleira Damas segue Nádia Pedro, 22 anos, como número 2, e Luís Loureço, como número 3.

Nádia Pedro, dirigiu-se aos presentes como representante dos jovens comunistas deixando no ar críticas ao atual estado da cidade e do concelho, reivindicando melhores transportes, mais oferta de ensino superior e mais cultura, incluindo mais animação noturna.

Nádia Pedro, número 2 à Câmara

Luís Lourenço, 53 anos, licenciado em Engenharia Zootécnica e em farmácia e a exercer neste momento a profissão de técnico apícola, foi anunciado como sendo o cabeça de lista da CDU à Assembleia Municipal de Abrantes, tendo em segundo lugar da lista Simão Borrega e em terceiro Ana Paula Cruz. Lino Réquio é o mandatário da candidatura.

A “apadrinhar” este lançamento esteve o dirigente do comité central do PCP e deputado eleito pelo distrito António Filipe. O dirigente falou sobre meia dúzia de notas sobre alguns temas que estão na ordem do dia no país, não deixando de apontar a defesa da A23 sem portagens, ou o regresso às SCUT (sem custos para o utilizador).

António Filipe que lembrou as “vindas” a esta região em diversas lutas laborais e na área da saúde, não se escudou no tema Central do Pego, manifestando preocupação por “um encerramento” à pressa para cumprir metas da descarbonização sem um olhar atento e preocupado para com os trabalhadores que estão em risco.

Olhou ainda para o tema regionalização e sobre a União de Freguesias deixando clara a posição do PCP que é a de voltar atrás naquelas em que as populações assim o entendam. E referiu não compreender porque é que não há decisões nesta matéria.

António Filipe deixou ainda a porta aberta a acolher independentes nas listas da CDU, desde que sejam pessoas que se identifiquem com os mesmos valores da coligação: trabalho, honestidade e competência.

António Filipe, dirigente PCP

 

A CDU concorre a nove das 13 assembleias de freguesia do concelho. Ana Paula Cruz, operadora de supermercado, é a candidata à União de Freguesias (UF) de Abrantes e Alferrarede; Anabela Martins, assistente operacional, concorre à UF de São Miguel do Rio Torto e Rossio ao Sul do Tejo; Laurindo Cruz, vendedor, é o cabeça de lista à Junta de Freguesia de Bemposta; e António Louro, reformado, concorre à freguesia de Mouriscas. Dário Lima, conferente de abastecedor de linha, é o candidato à Assembleia de Freguesia de Tramagal; Manuel Tomás, reformado, concorre à UF de São Facundo e Vale das Mós; João Luís Madrinha, mecânico, concorre à UF de Alvega e Concavada; Carlos Falcão, reformado, avança à Freguesia do Pego; e Jesuíno Pereira Marques, reformado, é o candidato a Rio de Moinhos. Ficam de fora as freguesias do eixo norte do concelho, Martinchel, UF Aldeia do Mato e Souto, Fontes e Carvalhal.

Nas anteriores autárquicas, em 2017, a CDU não conseguiu eleger qualquer vereador para a Câmara Municipal de Abrantes e aposta agora em voltar ao executivo, com Chaleira Damas a falar mesmo, no discurso, em ganhar a maioria do executivo municipal.

*com Lusa

Galeria de Imagens