Pesquisar notícia
domingo,
19 set 2021
PUB
Concelhos

Arreciadas: Colocação de lombas pretende reduzir velocidade excessiva

20/08/2020 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A colocação de duas lombas na rua Principal de Arreciadas voltou a ser questionada em reunião de Câmara de Abrantes pelo vereador do Bloco de Esquerda, Armindo Silveira

O vereador já havia defendido em reuniões anteriores uma solução para diminuir os casos de velocidade excessiva que se verificam naquela estrada que liga Arreciadas a S. Facundo. Armindo Silveira lembrou que o presidente “disse sempre que não se podiam instalar lombas porque os Bombeiros não eram favoráveis devido aos politraumatizados e eu não questiono essa posição".

No entanto, “agora foram instaladas lombas”. “Ora”, questionou o vereador bloquista, “se o obstáculo era a colocação de lombas – e eu nunca afirmei que se tinha que instalar lombas – houve uma mudança de opinião por parte dos Bombeiros ou o senhor presidente reconsiderou e pensou que as lombas seriam uma forma de resolver parte do problema?”

“Por outro lado”, afirmou Armindo Silveira, “a colocação das lombas no meio da aldeia não resolve o problema da velocidade excessiva na entrada de Arreciadas”.

O presidente Manuel Jorge Valamatos começou por afirmar que “nunca disse, nem nunca vou dizer, que sou contra as lombas. Mas, por princípio, se toda a gente tivesse um comportamento a conduzir de acordo com aquilo que são as regras, não seriam necessárias lombas em lado nenhum”.

No entanto, perante o incumprimento e excessos dos condutores, “há determinados sítios muito perigosos e custa-nos muito ficar com este sentimento de que poderíamos ter feito alguma coisa para minimizar este tipo de situações. Só que, muitas vezes, somos confrontados com outras entidades e um exemplo são os constrangimentos para as ambulâncias que têm que seguir em marcha acelerada. O que era desejável era que não tivéssemos que pôr lombas e que todos cumprissem”.

Outra das soluções referidas foi a colocação de passadeiras mas, “também aí, não se pode começar a colocar passadeiras de forma completamente desequilibrada”, defendeu o presidente.

O problema do excesso de velocidade na Rua Principal de Arreciadas agravou-se “por via de uma repavimentação total” devido a uma requalificação de toda a rede de abastecimento de água e foi durante a obra que “entendemos ser importante” a colocação de duas lombas, “não foram dez”, de “forma assertiva”.

Manuel Jorge Valamatos afirmou que “este é o nosso pensamento para poder replicar quer em Vale das Mós, quer em S. Facundo, quer na Carreira do Mato, quer em Mouriscas... pois existe um conjunto de freguesias que nos sinalizam essa preocupação. É um trabalho que vamos continuar a fazer com bom senso”.

Todavia, apesar de as lombas já terem sido implementadas em Arreciadas, o autarca referiu que "estas questões têm de ser tratadas com equilíbrio, uma vez que não é possível colocar lombas nem passadeiras em todos os locais".

T: Marta Bessa e Patrícia Seixas

F: Taras Dudnik