Pesquisar notícia
terça,
21 set 2021
PUB
Concelhos

Aldeia do Mato: Praia Fluvial “um tesouro do concelho” já tem Bandeira Azul

6/07/2018 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Foi hasteada ontem pela 8ª vez a Bandeira Azul na praia fluvial de Aldeia do Mato, em Abrantes, uma distinção que é um símbolo de qualidade ambiental atribuída anualmente às praias.

Em representação da Câmara Municipal de Abrantes o vereador, Luís Filipe Dias, disse que aquela atribuição representava “a renovação da confiança não só da [Associação] Bandeira Azul, mas das entidades públicas” que ali estavam presentes.

“De alguma maneira ver este cenário tão bonito a ter este reconhecimento, que é o Galardão da Bandeira azul e as questões associadas às acessibilidades tão relevantes nos dias de hoje, obviamente que nos responsabiliza, mas também nos envaidece”, fez notar o responsável.

O vereador considerou que cada vez mais os turistas valorizam o critério da existência da Bandeira Azul nos espaços balneares e que quando as pessoas encontram o galardão ficam “mais tranquilas”, uma vez que a Bandeira Azul é também símbolo de “bem-estar”.

Luís Filipe Dias lembrou que para corresponder aos critérios da Bandeira Azul o Município faz um trabalho anual que diz respeito às análises que são feitas à água ao longo do ano, mas que não se esgota nesse aspeto, sendo que há vários critérios para se ter a Bandeira Azul. Os Critérios do Programa Bandeira Azul estão divididos em 4 grupos: Informação e Educação Ambiental; Qualidade da Água; Gestão Ambiental e Equipamentos e Segurança e Serviços.

Por último, o vereador destacou as ações de cariz cultural e desportivo que vão acontecendo naquele espaço balnear, como a presença dos criativos do 180 Creative Camp ou as provas de wakeboard, que vão decorrer ao longo de todo o fim de semana na Albufeira de Castelo Bode.

Presente momento, Álvaro Paulino, presidente da União de Freguesias de Aldeia do Mato e Souto, disse à Antena Livre que a Bandeira Azul era “muito importante para a freguesia”. Salientou o presidente da Junta que muitos turistas procuram o território da União de Freguesias, o que “é um fator positivo e importante de forma a poderem contemplar e usufruir desta Albufeira maravilhosa e, portanto, todos ganhamos com isso”.

Álvaro Paulino referiu que “a freguesia de Aldeia do Mato e Souto em termos turísticos será uma das mais importantes [do concelho], fruto da sua localização geográfica” e disse esperar que “a Câmara continue a apostar, não só em concreto na praia fluvial, mas em toda a freguesia”.

Questionado pelos trabalhos de melhoramento que ainda faltam naquele espaço balnear, o autarca disse que é necessário melhorar a acessibilidade ao local. “Tem de se intervir na rede viária, nomeadamente, à saída da praia existe uma estrada que dá acesso à zona de Martinchel, que vai ter a Vale de Chões, que precisa de uma requalificação”.

“Pode não ser com alcatrão, mas a estrada precisa de ser requalificada de modo a poder permitir a passagem dos carros e dos autocarros que não têm acesso a não ser por ali. Os autocarros que se dirigem para cá têm de estacionar junto à igreja de Aldeia do Mato e as pessoas vêm a pé”, acrescentou o presidente, salientando que apesar dos condicionalismos nos acessos, a praia continua a ser procurada por muitas pessoas.

A praia fluvial da Aldeia do Mato fica localizada na albufeira de Castelo de Bode, na margem esquerda do rio Zêzere. O espaço balnear é uma das principais atrações turísticas da região, pela natureza envolvente, mas também pelas condições que oferece para atividades de recreio e lazer.

Na cerimónia de ontem foi também hasteada a Bandeira de Praia Acessível.

No momento esteve presente Luís Filipe Dias, da Câmara Municipal (CMA), Álvaro Paulino, presidente da JF, Ernesto Damião, responsável pela concessão do espaço, e representantes do Ministério do Ambiente, da Agência Portuguesa do Ambiente, da Associação Bandeira Azul e da CMA.