Abrantes: Jorge Ferreira Dias foi pedir uma Assembleia Municipal

Concelhos 2019-08-23

Jorge Ferreira Dias esteve esta semana na reunião da Câmara Municipal de Abrantes onde, no uso da palavra no período destinado aos cidadãos, sugeriu a marcação de uma Assembleia Municipal extraordinária para discutir a sua situação. Jorge Ferreira Dias referiu ainda que nesta reunião deveriam estar os técnicos da autarquia para que pudessem debater todas as questões que estão por resolver.

Recorde-se que o ex-empresário já tinha estado numa reunião anterior, mas devido ao período de férias do presidente, tinha abandonado a sala sem revelar ao que ia, pois queria apresentar a proposta ao presidente da autarquia.

Manuel Jorge Valamatos ouviu o cidadão e registou a sua intervenção. Afirmou estar à espera da decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal de Leiria, no qual corre um processo em que o ex-empresário pede uma indemnização de seis milhões de euros à autarquia.

Jorge Ferreira Dias voltou a referir que poderá ir à Polícia Judiciária fazer denuncia, em torno destes seus processos, ao que o presidente da Câmara de Abrantes se disponibilizou a acompanhá-lo. O ex-empresário lamentou a demora e diz que o processo está parado intencionalmente.

Depois do ex-empresário se ter ausentado da sala, Manuel Jorge Valamatos voltou ao tema e manifestou intenção de questionar o presidente da Assembleia Municipal de Abrantes, António Gomes Mor, sobre o pedido, mas que tinha algumas reservas quanto ao agendamento de uma reunião. Ademais, Valamatos voltou a referir que está a aguardar a decisão do processo do Tribunal Administrativo e Fiscal de Leiria, que é um dos muitos processos envolvendo o ex-empresário.

O presidente da Câmara de Abrantes voltou a referir-se à reportagem da Ana Leal, na TVI, como tendo feito passar uma imagem errada do presidente e da Câmara de Abrantes e até do aproveitamento do próprio empresário. Voltou a dizer que dos 40 minutos de gravação apenas passaram dois e sem os esclarecimentos que deu à jornalista.

Armindo Silveira, do Bloco de Esquerda, sobre o assunto afirmou que o presidente da Câmara de Abrantes deveria apresentar uma queixa à ERC (Entidade Reguladora da Comunicação) e que sobre o assunto em si, talvez fosse bom realizar uma reunião com os técnicos para discutir todas das questões relativas ao historial entre Jorge Ferreira Dias e a Câmara de Abrantes.

O presidente da autarquia revelou que já foram feitas várias reuniões entre a Câmara, com a presença de técnicos, e o ex-empresário e nunca há entendimentos. Pelo que se a Câmara tem um entendimento e o cidadão Jorge Ferreira Dias tem outro, “cá estão os tribunais para resolver o diferendo”.

Rui Santos, pelo PSD, voltou a revelar aquela que tem sido a sua posição de se aguardar pela decisão judicial pois este é um caso muito técnico e, ao mesmo tempo, muito delicado.