Pesquisar notícia
sábado,
18 set 2021
PUB
Concelhos

Abrantes: Câmara aprova Programa Estratégico e anuncia investimentos para Alferrarede e Rossio ao Sul Tejo

19/12/2018 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A Câmara Municipal de Abrantes (CMA) aprovou hoje, por unanimidade, o Programa Estratégico de Reabilitação Urbana (PERU) de Alferrarede e Rossio ao Sul Tejo.

Através do PERU, vai ser possível proceder-se à excussão de uma Operação de Reabilitação Urbana, que prevê um conjunto de investimentos camarários, como também, um conjunto de incentivos fiscais, a quem pretende reabilitar imóveis dentro das Áreas de Reabilitação Urbana (ARU) de Alferrarede e Rossio ao Sul do Tejo.

Hoje, na reunião de câmara, Maria do Céu Albuquerque, presidente da CMA, procedeu à apresentação dos investimentos previstos a concretizar até ao fim deste mandato.

O PERU de Alferrarede prevê a instalação da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes, que representa um investimento 3.500.000 euros. A reabilitação do Cineteatro de Alferrarede (2.500.000 euros), a requalificação do Largo do Teatro (350.000 euros), a requalificação da Rua do Comércio (275.000 euros), o reordenamento da Estação Ferroviária (1.143.180 euros) e a criação de um espaço verde de lazer na zona das antigas piscinas da localidade (350.000 euros).

Alferrarede

Já o PERU de Rossio ao Sul do Tejo prevê a construção de uma variante à Avenida Dr. António Augusto da Silva Martins/EN2 que representa um investimento de 500.000 euros. A construção de uma variante à Avenida Avelar Machado/EN118 (510.000 euros), a criação de uma bolsa de estacionamento junto à nova Unidade de Saúde Familiar (100.000 euros), o reordenamento e a qualificação da zona envolvente à Estação Ferroviária (550.000 euros).

No conjunto de intervenções previstas para Rossio ao Sul do Tejo, está ainda englobada a beneficiação do Polidesportivo (125.000 euros), a beneficiação da Estação de Canoagem (200.000 euros), a valorização urbanística da zona do Campo de Futebol (150.000 euros) e a disponibilização de habitação a custos controlados (350.000/cada lote). O Município pretende ainda realizar pequenas operações de requalificação e valorização do espaço público na zona central da localidade.

Rossio ao Sul do Tejo

Em declarações à Antena Livre, a autarca abrantina referiu que estes investimentos são para concretizar no decorrer deste mandato uma vez que “o processo irá agora para publicação, entra em discussão pública” e “há todo um procedimento administrativo que ainda vai demorar. E, depois, há um investimento associado que é necessário criar, para ser depois realizado”.

Para estes investimentos hoje anunciados, a presidente explicou que o Município não conta com o apoio de fundos comunitários, neste quadro comunitário que está a decorrer. Contudo, afirmou que o objetivo é “dotar estes territórios das melhores condições para que os privados possam acompanhar este esforço”.

“A partir do momento em que seja aprovado em definitivo estas Áreas de Regeneração Urbana, a carteira de incentivos tributários e fiscais fica disponível para que todos os privados possam iniciar a recuperação de imóveis”, fez notar.

Maria do Céu Albuquerque recordou que a Câmara já iniciou algumas obras, nomeadamente, a Unidade de Saúde Familiar em Rossio ao Sul do Tejo e “a bolsa de estacionamento, afeta aquele espaço, irá avançar para breve”.

Por sua vez em Alferrarede, a autarca disse que muito em breve será lançada a empreitada para instalar a Escola Superior de Tecnologia de Abrantes, no Tecnopólo do Vale do Tejo.