Pesquisar notícia
sexta,
24 set 2021
PUB
Concelhos

Abrantes: Briefing do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais

30/06/2017 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Realizou-se no dia 26 de junho um briefing do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF) no concelho de Abrantes, que na fase mais crítica de ocorrências de incêndios reúne quinzenalmente.

Na reunião realizada no quartel dos Bombeiros de Abrantes, estiveram presente várias entidades* diretamente envolvidas no sistema de Defesa da Floresta Contra Incêndios. Foi presidida pela presidente da Câmara Municipal e contou também com a presença do Comandante Operacional Distrital do Comando Distrital de Operações de Socorro de Santarém (CDOS), Mário Silvestre.

Maria do Céu Albuquerque anunciou que, no rescaldo dos incêndios ocorridos no concelho na passada semana, a Câmara Municipal decidiu criar um piquete em permanência, constituído por operadores de máquinas e mecânicos, para garantir maior eficácia no terreno, em caso de incêndio, juntando-se ao dispositivo preparado para esta época no ano.

Todos os representantes das entidades que compõem este dispositivo presentes fizeram o ponto de situação relativamente à sua área de atuação.

Enfatizou-se a importância da limpeza dos terrenos, em cumprimento da lei que obrigada à limpeza de uma faixa não inferior a 50 metros à volta de habitações. Por parte do serviço municipal de proteção civil foi feito um ponto de situação relativamente às notificações que são feitas junto dos proprietários em incumprimento.

Tendo em conta as constantes alterações climatéricas (veja-se o contraste das temperaturas desta semana com as da passada semana) e na sequência dos infaustos acontecimentos ocorridos a semana passada em Pedrógão Grande, foram feitas referencias à importância da vigilância. Independentemente de estar incumbida às forças de segurança, foi feito um apelo para que os cidadãos assumam também esse papel. Em caso de avistamento de incêndio, deve de imediato ser contactado o 112 (chamada gratuita) ou as forças de segurança.

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Abrantes, António de Jesus, apresentou os dados estatísticos relativos ao número de incêndios ocorridos no concelho entre 1 de janeiro e 14 de junho do corrente ano. Junho é o mês que regista mais ocorrências (14), antecedido do mês de abril (8). A área ardida nesse período é de 84,77 ha, sendo que 80% dessa área se reporta a ocorrências verificadas no presente mês. Outros dados reportam-se ao elevado nº de falsos alarmes que continuam a verificar-se e o facto de, em relação a períodos iguais, ter aumentado o número de ignições noturnas.

Já o presidente da direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Abrantes, João Furtado, anunciou que o dispositivo da corporação para a resposta à fase “Charlie” de combate a incêndios florestais está completa.  Em matéria de recursos humanos, estão disponíveis 24h/dia 4 equipas de combate a incêndios, cada uma com 7 elementos, a que acresce mais uma viatura que se vem juntar aos veículos já existentes. Estas equipas atuam por determinação do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém.

A par deste dispositivo, o concelho de Abrantes encontra-se organizado através de uma rede que inclui serviços públicos, contando com a inestimável colaboração de entidades privadas, empresariais e associativas (logística), numa manifesta conjugação de esforços, através da disponibilização de meios ao serviço da comunidade abrantina, para proteção dos cidadãos e dos seus bens.

O território concelhio está organizado em três zonas de pré-posicionamento para facilitar a distribuição dos meios disponíveis, quer do serviço municipal de proteção civil, quer externos. Nas 13 freguesias estão identificadas estruturas de apoio logístico.

No norte do concelho está disponível um dispositivo de primeira intervenção (viatura) com a colaboração da equipa técnica da ZIF de Aldeia do Mato. No sul mantém-se o estacionamento de veículos dos bombeiros na base dos Sapadores Florestais, em Rossio ao Sul do Tejo. Estão garantidos cinco pontos de abastecimento de água na margem sul, com a colaboração de várias empresas. O norte do concelho é servido por tanques específicos.

Como em anos anteriores, há um conjunto de entidades que estão organizadas para efetuar a vigilância e, em caso de incêndio, procederem a uma primeira intervenção, nomeadamente as equipas de sapadores, equipas da AFOCELCA, associações de caçadores, kits das juntas de freguesia e vários privados. As forças de segurança colaboram no patrulhamento e nas ações informativas e dissuasoras.

* Câmara Municipal; Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários; Serviço Municipal de Proteção Civil; Associação de Agricultores de Abrantes, Constância, Sardoal e Mação - Sapadores Florestais; AFOCELCA; RAME; GNR; PSP; Gestiverde, entidade gestora da ZIF de Aldeia do Mato, Hélder Silvano (Perito em Meteorologia) e os presidentes da Juntas de Freguesia.