Pesquisar notícia
terça,
21 set 2021
PUB
Concelhos

Abrantes: Autarquia vai avançar com projeto na Encosta da Barata | COM SOM

24/01/2017 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Na reunião de Executivo desta terça-feira, 24 de janeiro, a vereadora socialista Celeste Simão apresentou as conclusões da reunião do Conselho Municipal de Segurança, que reuniu a 15 de dezembro de 2016.

Na sequência desse relatório, a presidente da Câmara Municipal de Abrantes referiu que a questão da segurança “é sempre matéria muito sensível” mas que “já tivemos outras alturas bem mais complicadas do que esta”.

Destacou a maior presença das autoridades no terreno e a participação no Conselho Municipal de Segurança e avançou a intenção de avançar com um projeto semelhante ao Bairro ConVida, que está a ser implementado em Vale de Rãs, na Encosta da Barata. A presidente justificou por “ser uma zona muito populosa e carece também de uma intervenção social integrada no sentido de criar as melhores condições para aquela comunidade”.

Maria do Céu Albuquerque esclarece que este projeto não terá as mesmas características “porque estamos a falar de comunidades diferentes e problemas diferentes” mas é intenção “trabalhar competências, sociais e de desenvolvimento económico, naquela comunidade para podermos ir mais longe também no ponto de vista da criação de um sentimento de segurança”.

Quanto às conclusões do Conselho Municipal de Segurança, a vereadora Celeste Simão referiu que “foi analisada a atualização do diagnóstico local de segurança, contendo os dados relativos ao ano de 2015, disponíveis no sistema de informação estatística da Justiça”.

Nessa análise, “verificou-se que existiu novamente uma diminuição global do número de crimes registados, à semelhança da tendência que se tem verificado desde 2010”. Celeste Simão informou que “em 2015, o concelho de Abrantes foi o concelho do distrito de Santarém com menor rácio de crimes por mil habitantes”.

Apesar de ainda não existirem dados disponíveis relativos a 2016, os comandantes da PSP e GNR, ambos presentes no Conselho Municipal de Segurança, “referem que, atendendo aos dados de que dispõem à data, a situação de criminalidade registada no concelho não deverá sofrer grandes alterações face ao verificado em 2015”.

Outro ponto debatido e analisado no Conselho Municipal de Segurança, foram os “fenómenos de criminalidade” ocorridos recentemente no Centro Histórico de Abrantes. “Os mesmos são considerados pontuais e motivados por um grupo específico de indivíduos, alguns dos quais menores, que se encontram identificados e relativamente aos quais estão a ser tomadas as medidas legais respetivas”, informou a vereadora. No mesmo relatório, Celeste Simão divulgou que, relativamente a estes factos, já ocorreu “a detenção de um indivíduo que se encontra com Termo de Identidade e Residência”.